Vereador que propôs regulamentação do Uber em Goiânia é ameaçado por taxistas

Alguns membros da categoria são contra a o projeto de lei proposto por Djalma Araújo para regularizar aplicativos de transporte em Goiânia

Foto: Alberto Maia

Foto: Alberto Maia

O vereador Djalma Araújo (Rede) tem sido hostilizado por um grupo de taxistas que são contrários à atuação do aplicativo de transporte individual de passageiros Uber em Goiânia. Segundo o vereador, ele têm recebido mensagens via WhatsApp com xingamentos, ameaças e até acusações de que estaria recebendo dinheiro da empresa Uber. “Bandido”, “veado”, “covarde” e “a gente ainda te pega” é o teor de algumas das mensagens recebidas pelo vereador. Na semana passada, Djalma Araújo apresentou um novo projeto de lei para regulamentar o aplicativo em Goiânia.

Ao Jornal Opção, Djalma afirmou que tomará as devidas providências quanto à sua segurança e que não voltará atrás na proposta. “Hoje mesmo vou requerer mais segurança junto à Câmara Municipal para continuar legislando em favor do povo e lutando pela regulação do Uber. Tenho amparo legal e sou a favor da livre concorrência”, disse o vereador.

Apesar da hostilização, o Djalma ressalta que isso é uma atitude isolada dentro do da categoria dos taxistas. “Não podemos generalizar. A maioria dos taxistas são pessoas de bem, compreensivas e que tem uma outra compreensão de cidade. As ameaças vem de um pequeno grupo”.

A proposta que tramita na Câmara Municipal, entre outras atribuições, regulamenta a obtenção de licença para funcionamento do Uber na capital, exige a qualificação dos motoristas e limita a utilização de veículos alugados ou de terceiros. “Mas esse limite deve ser regulamentado pelo órgão gestor e será flexível”, ressalva o autor da proposta.

A matéria também prevê a fixação de uma taxa de utilização do complexo viário municipal como compensação por sua exploração econômica, além de exigir que o aplicativo tenha sede ou filial em Goiânia.

Apesar de estar em pleno funcionamento, atualmente o Uber é irregular em Goiânia e a prefeitura inclusive tem apreendido veículos que prestam o serviço na capital.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.