Vereador pede licença da Câmara de Goiânia e presidente do IPSM pode assumir vaga

Cabo Senna não receberá salário durante seu afastamento que, segundo ele, se dá para tratar de assuntos pessoais

Vereador Cabo Senna (PRP) | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O vereador Cabo Senna (PRP) deu entrada na sessão desta terça-feira (29/5) com pedido de licença do exercício do mandato por um período de 125 dias. A licença é para tratar de interesses pessoais e, portanto, o parlamentar não receberá salário durante seu afastamento da função legislativa.

O requerimento deverá ser votado na sessão de quarta-feira (30) e o suplente da “Coligação da Confiança”, formada pelos partidos PRP e DEM, que elegeu Senna, poderá assumir a vaga. O primeiro suplente é o médico Dr. Silvio Fernandes (DEM) que obteve 2.165 votos e é atualmente o presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais (IPSM). O segundo suplente é o ex vereador Alfredo Bambu (PRP).

Em entrevista ao Jornal Opção, Sílvio disse que não estava sabendo do pedido de licença e iria se informar para poder dar algum posicionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.