“Governador me deu carta branca”, afirma Fernandinho sobre candidatura a prefeito de Anápolis

Tucano de Anápolis criticou prefeito da cidade, João Gomes (PT), e negou especulações de que poderia ser vice do petista

Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Vereador afirma que é pretensão pessoal ser prefeito de Anápolis. Mesmo com nome do deputado federal Alexandre Baldy no cenário, vereador garante que não haverá embate interno | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Vereador de Anápolis pelo segundo mandato, o tucano Fernando Cunha Neto é claro quando questionado sobre sua pretensão pessoal: “quero ser candidato a prefeito de Anápolis.” Com o nome do deputado federal Alexandre Baldy (PSDB) no cenário, o vereador afirma que não haverá disputa interna, tampouco está acertado um nome para o pleito de 2016. Tudo ainda haverá de ser discutido dentro da legenda.

Fernandinho, entretanto, já está se preparando para o próximo ano. De acordo com ele, em conversa com o governador Marconi Perillo (PSDB), recebeu carta branca para tentar viabilizar seu nome para a Prefeitura de Anápolis. Vereador afirma que sempre ficou disponível, e tudo depende de outros possíveis nomes que serão colocados na “mesa”.

Questionado sobre a força de Baldy  — cotado para disputar o cargo — em Anápolis, Fernando afirmou que o parlamentar teve votações expressivas nas últimas eleições. Por mais que haja desejo de ser candidato a prefeito, o vereador afirma que com um intenso diálogo Baldy conseguirá viabilizar o nome internamente. Segundo vereador, o tucanato tem grandes nomes, e que ele, como integrante da bancada federal, tem preferência. “O candidato provável é ele, sem dúvida.”

Fernando explicou, entretanto, que Baldy ainda não falou com o diretório municipal sobre possível interesse em pleitear cargo no Executivo municipal. O vereador disse ainda que no momento estão preocupados com filiações, e só depois pensarão nas chapas.

Especulações de que haveria possibilidade de ser candidato a vice na chapa do atual prefeito João Gomes (PT) — inclusive por meio de articulações do próprio tucano chefe — foram recebidas com uma risada pelo vereador. “Não tem nem como. Sou presidente do PSDB”, e questionou: “PT e PSDB em uma chapa?”

Sabe-se, no entanto, que Marconi e o prefeito de Anápolis são próximos e possuem uma relação que vai além da cordialidade. No início deste mandato, durante votação da mesa diretora da Câmara Municipal, o presidente eleito Lisieux Borges (PT) confidenciou que foi o próprio João Gomes que sugeriu o nome de Fernandinho para a cadeira de 1º secretário. Atualmente, o tucano de Anápolis está licenciado da Casa municipal e é superintendente do Produzir, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

O vereador ainda criticou o prefeito João Gomes (PT) e a gestão municipal, dizendo que qualquer candidato que vier com um projeto alternativo ao do petista conseguirá vencer as eleições. De acordo com o tucano, João Gomes não conseguiu dar o mesmo ritmo de administração que o ex-prefeito Antônio Gomide dava. “Acabou o encanto do anapolino com o PT”, sustentou.

2 respostas para ““Governador me deu carta branca”, afirma Fernandinho sobre candidatura a prefeito de Anápolis”

  1. Avatar Denis disse:

    Fernando você é muito fraco!!!

  2. Avatar Marcello disse:

    Fernandinho é um homem de visão política e sabe bem como agir de forma estratégica.
    Obs: Amigo Denis não me venha com esse tipo de argumento, pois dizer que alguém é fraco qualquer criança de 2 anos de idade diz.
    como diz minha avó, falar até papagaio fala caro Denis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.