Vereador eleito em Porangatu tem as contas desaprovadas pela justiça

Segundo a Justiça Eleitoral, há elementos que demonstram que as contas apresentam falhas graves

Vereador foi o 7º mais votado na última eleição| Foto: Reprodução

Eleito vereador em Porangatu nas últimas eleições, Waltham Glória (PP), teve a sua prestação de contas rejeitada pela Justiça Eleitoral. Em 2020, o vereador foi eleito com 400 votos, sendo o 7º mais votado do município. 

Na decisão, o Juiz Eleitoral Fernando Moreira Gonçalves, apontou irregularidades por parte do vereador. Segundo o juiz, houve a extrapolação do limite de gastos, divergências entre as informações da conta bancária informada na prestação de contas e dos extratos econômicos encaminhados à Justiça Eleitoral, o prazo de 10 dias após a concessão do CNPJ para a abertura da conta bancária destinada ao recebimento de doações foi extrapolado, divergências entre as movimentações financeiras registradas nas prestações de contas e a registrada nos extratos impressos, arrecadação de recursos financeiros antes da data da abertura da conta bancária destinada a doações, despesas após a abertura do CNPJ, mas antes da abertura da conta bancária e gastos eleitorais não informados na prestação de contas parcial. 

Segundo o juiz, há diversos elementos que demonstram que as contas apresentam falhas graves que comprometem a confiabilidade e regularidade da prestação. Por fim, houve a determinação de que o prestador deve recolher R$ 256 ao Tesouro Nacional no prazo de cinco dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.