Vereador é barrado ao entrar no plenário da Assembleia

Mesmo após ser convidado para comparecer à Casa de Leis goiana, Paulo da Farmácia (Pros) não foi autorizado a acessar o local

Paulo da Farmácia não foi autorizado a entrar no plenário da Assembleia | Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia

Paulo da Farmácia não foi autorizado a entrar no plenário da Assembleia | Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia

O vereador Paulo da Farmácia (Pros) foi impedido de entrar no plenário da Assembleia Legislativa, na última quinta-feira (11/6). Corria nos corredores da Casa de Leis Municipal que ele havia sido “maltratado”.

Conforme um integrante do Bloco Moderado, Paulo da Farmácia estava vestido adequadamente — terno e gravata são exigidos — e mesmo depois de se identificar como vereador, sua entrada foi proibida.

A informação foi detalhada pelo presidente da Câmara, Anselmo Pereira (PSDB), ao Jornal Opção Online. “Houve apenas um pequeno problema, ele foi visitar a Assembleia e acho que alguém não o reconheceu. Ele foi convidado para entrar no plenário e pessoas que não têm muito conhecimento sobre o Poder Legislativo [de Goiânia] pediram que o vereador se retirasse”, disse, após o fim da sessão plenária desta quinta-feira (18).

Mais cedo, enquanto deixava a audiência pública sobre o Plano Municipal de Educação, o tucano esbravejou em meio a assessores e jornalistas: “Ninguém vai maltratar vereador, não. Porque aqui tem presidente”.

Anselmo relatou que marcou reunião com o presidente da Assembleia, Helio de Sousa (DEM), para evitar situações constrangedoras entre as duas Casas. “Toda vez que vem um deputado na Câmara ele é colocado não no plenário, mas na mesa principal [Mesa Diretora].”

Paulo da Farmácia não compareceu à sessão desta quinta-feira (18) devido à internação por problemas intestinais, segundo colegas de plenário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.