Vinícius Cirqueira é cotado para chefiar a Seinfra. Recém-empossado presidente da sigla no Estado, deputado Lincoln Tejota oficializou aliança com a base do governo de Goiás

Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O vereador do PROS em Goiânia, Vinícius Cirqueira, disse em entrevista ao Jornal Opção que apesar de seu partido ter anunciado apoio à pré-candidatura de Zé Eliton (PSDB) ao governo de Goiás, a sigla permanece na base do prefeito Iris Rezende (MDB) na Câmara Municipal.

[relacionadas artigos=”119777″]

O deputado estadual Lincoln Tejota oficializou sua filiação ao PROS neste sábado (17/3) em evento em Goiânia. A cerimônia também marcou a posse do deputado como presidente do partido em Goiás.

Cirqueira é cotado para assumir a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) da Prefeitura de Goiânia. Apesar de não ter recebido qualquer convite formal por parte do prefeito, ele acredita que o partido não se oporia. “Claro que não conversei ainda com nenhum dirigente, porque não houve convite, mas não vejo que seria um problema. Lincoln já disse que vai dar liberdade a nós vereadores que já estávamos trilhando um caminho ao lado do prefeito. Ele tem proximidade com o governo estadual, mas também não é justo ele chegar e querer impor qualquer tipo de coisa e ele não vai fazer isso. Então estou tranquilo quanto a isso. Ele é jovem, tem cabeça aberta, veio para somar e entende que continuamos na base do prefeito”.

O vereador ressalta porém que o convite não existe e tudo são conversas de bastidores. Além disso, ele explica que outros aspectos teriam que ser levados em conta caso haja a possibilidade de assumir a pasta. “Eu nem sei como seria a reação das minhas bases à essa possibilidade. O mandato não é meu e tudo isso teria que ser bastante conversado”, arrematou.

Em 2016, o PROS caminhou com Iris Rezende nas eleições municipais da capital e elegeu dois vereadores: Cirqueira e Tiãozinho Porto, hoje líder do prefeito na Câmara Municipal. Até a última quarta-feira (14/3) o partido também ocupava vaga no primeiro escalão do emedebista com Rodrigo Melo na Secretaria Municipal de Administração (Semad).

Em entrevista neste sábado, o novo presidente do PROS disse que a saída de Melo significa um alinhamento do partido com a base tucana no Estado, “Melo deixou o cargo na prefeitura por ser coerente e entender que é necessário estar em um projeto só, ter sincronia. O partido hoje está próximo da base [governista] e estamos trazendo todos para este que acreditamos ser o melhor projeto do estado”, disse.

Em entrevista ao Jornal Opção na última quinta-feira (17), o novo comandante do PROS em Goiás confirmou que dará liberdade para que os vereadores permaneçam na base de Iris.