Vereador diz ter sido vítima de racismo em abordagem policial: “Negrinho pode revistar”

Segundo GCM Romário Policarpo, Vinícius Cirqueira acabou sendo detido por questionar o motivo da ofensa

Coletiva de imprensa com vereador GCM Romário Policarpo | Foto: Mayara Carvalho/Jornal Opção

O vereador GCM Romário Policarpo (PTC) afirmou que foi vítima de racismo durante uma abordagem policial na tarde desta sexta-feira (10/11). “Para [o carro] que tem dois negrinhos do olho vermelho. Pode revistar o carro inteiro”, teria dito um agente.

De acordo com ele, o vereador Vinícius Cirqueira (Pros) foi detido por desobediência após apenas questionar o motivo da ofensa. “Talvez tenha sido um dos momentos mais humilhantes da minha vida. Sou negro e sempre tive orgulho disso”, declarou.

A abordagem foi feita durante uma blitz próxima ao Cepal do Setor Sul por agentes que retiraram a identificação das fardas quando começaram a ser filmados.

Policarpo relatou ainda que o motorista Armindo Batista foi acusado de estar alcoolizado, mas não foi autorizado a fazer teste de bafômetro. “O Armindo está com um filho internado com meningite e, por isso, está há dois dias sem dormir”, justificou sobre os olhos vermelhos.

Por fim, o vereador acusou a PM de “sequestrar” o vereador Vinícius Cirqueira, já que, após a discussão na blitz, ele não foi encaminhado para a Central de Flagrantes e sim para o Batalhão de Choque da Polícia Militar. “Eles ficaram percorrendo vários quilômetros e ameaçando-o com arma em punho. Inclusive bateram vários carros”, disse.

A Guarda Civil, a pedido de Romário Policarpo, ficou no local até o vereador Vinícius ser liberado. “Ele tem arritmia e, como ele foi ameaçado, desceu do carro desmaiando”, acrescentou o vereador, afirmando que foi negado atendimento médico ao parlamentar.

Segundo a PM, Vinícius se recusou a cumprir a ordem dos agentes durante a blitz e, por isso, acabou preso por desobediência. 

Veja o vídeo da abordagem policial:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.