Vereador diz ter sido vítima de racismo em abordagem policial: “Negrinho pode revistar”

Segundo GCM Romário Policarpo, Vinícius Cirqueira acabou sendo detido por questionar o motivo da ofensa

Coletiva de imprensa com vereador GCM Romário Policarpo | Foto: Mayara Carvalho/Jornal Opção

O vereador GCM Romário Policarpo (PTC) afirmou que foi vítima de racismo durante uma abordagem policial na tarde desta sexta-feira (10/11). “Para [o carro] que tem dois negrinhos do olho vermelho. Pode revistar o carro inteiro”, teria dito um agente.

De acordo com ele, o vereador Vinícius Cirqueira (Pros) foi detido por desobediência após apenas questionar o motivo da ofensa. “Talvez tenha sido um dos momentos mais humilhantes da minha vida. Sou negro e sempre tive orgulho disso”, declarou.

A abordagem foi feita durante uma blitz próxima ao Cepal do Setor Sul por agentes que retiraram a identificação das fardas quando começaram a ser filmados.

Policarpo relatou ainda que o motorista Armindo Batista foi acusado de estar alcoolizado, mas não foi autorizado a fazer teste de bafômetro. “O Armindo está com um filho internado com meningite e, por isso, está há dois dias sem dormir”, justificou sobre os olhos vermelhos.

Por fim, o vereador acusou a PM de “sequestrar” o vereador Vinícius Cirqueira, já que, após a discussão na blitz, ele não foi encaminhado para a Central de Flagrantes e sim para o Batalhão de Choque da Polícia Militar. “Eles ficaram percorrendo vários quilômetros e ameaçando-o com arma em punho. Inclusive bateram vários carros”, disse.

A Guarda Civil, a pedido de Romário Policarpo, ficou no local até o vereador Vinícius ser liberado. “Ele tem arritmia e, como ele foi ameaçado, desceu do carro desmaiando”, acrescentou o vereador, afirmando que foi negado atendimento médico ao parlamentar.

Segundo a PM, Vinícius se recusou a cumprir a ordem dos agentes durante a blitz e, por isso, acabou preso por desobediência. 

Veja o vídeo da abordagem policial:

3
Deixe um comentário

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Rafael Almeida

Como racismo se o PM que aborda o vereador é da mesma cor que o Romário Policarpo?
A melhor parte do vídeo: Você sabe com quem esta falando? Com o vice presidente da Câmara!
PREPOTENTES!!!!

David de Oliveira

Diz o brocardo popular que: “Quem não deve não teme”, mas esse ditado não serve para Goiânia. Temos de temer as policias em Goiânia mesmo sem dever. Eu mesmo fui humilhado, difamado e encarcerado (enjaulado), por três horas na central de flagrantes, tudo por inversão dos fatos de um policial incapacitado da prefeitura. Agora estou literalmente temendo as ruas, mesmo sem dever nada.

LEANDRO

despreparo dos pm é forte em Goiânia