Vereador diz que não omitiu socorro e só deixou local porque “passou mal”

Em depoimento à polícia, Paulo Borges explicou por que não aguardou a chegada da polícia, após acidente que matou motociclista

Em depoimento à polícia, na tarde desta segunda-feira (11/7), o vereador Paulo Borges (PR) negou a denúncia de que teria omitido socorro durante um acidente ocorrido no último sábado (9) no Setor Marista, em Goiânia.

Uma batida entre o carro em que o parlamentar estava e uma moto acabou na morte do motociclista Bruno Alexandre Nicolau Gonzaga, de 20 anos.

Segundo informações da Delegacia Especializada em Investigação de Crimes de Trânsito de Goiânia, durante depoimento, o vereador disse que ficou no local até a chegada do socorro, mas que, depois, teria começado a passar mal e resolveu ir embora.

Informações preliminares indicam que o carro teria atingido a motocicleta ao realizar uma mudança de pista, o que bloqueou a passagem do motociclista, que foi arremessado a alguns metros do local do acidente e morreu na hora. No carro, um VW Voyage, da Prefeitura de Goiânia, estavam o condutor e mais dois passageiros: o vereador e um assessor.

Ainda de acordo com informações da Polícia Civil, Paulo Borges não aguardou a chegada da polícia e nem se identificou. Ao Jornal Opção, a secretária da delegada Nilda Limas de Andrade, responsável pelo caso, afirmou que, a partir de agora, a titular vai apurar a veracidade do relato de Paulo Borges e dar prosseguimento às investigações.

Uma resposta para “Vereador diz que não omitiu socorro e só deixou local porque “passou mal””

  1. Avatar Jim Fergusson disse:

    Essa alameda / avenida necessita de radares e fiscalização adequada urgentemente. Raríssimos são os motoristas que respeitam o limite de 50 km/h. Os que respeitam são vítimas de buzinas e xingamentos daqueles que acham que estão em uma autobahn.
    Mas, infelizmente, Goiânia é uma terra sem lei, onde cada um faz aquilo que bem entender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.