Vereador denuncia gestão Iris por corte no fornecimento a água de famílias desapropriadas

De acordo com Paulo Magalhães, o secretário Agenor Mariano mandou cancelar o fornecimento 44 lotes que já estava sendo habitados e são da área de risco 

O vereador Paulo Magalhães (PSD) denunciou na manhã desta quinta-feira (14/12) que o titular da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação de Goiânia (Seplanh), Agenor Mariano, solicitou o corte no fornecimento de água a moradores que foram desapropriados da área de risco e preservação do Jardim Botânico.

De acordo com Paulo, que citou o morador Osvaldo Geraldo da Silva, beneficiado com um lote durante a gestão do ex-prefeito Paulo Garcia (PT), o fornecimento de água foi interrompido sem maiores esclarecimentos ou aviso.

O vereador Vinícius Cirqueira (PROS), que na época estava na Secretaria de Habitação, endossou a denúncia na Câmara Municipal de Goiânia.

Segundo os vereadores, foram prejudicados cerca de 44 lotes que já estavam sendo habitados.

Questionada pelo Jornal Opção, a Seplanh ainda não se pronunciou sobre a denúncia.

Deixe um comentário