Vereador da base de Iris pede demissão de secretário da Educação

Vinícius Cirqueira apoia a criação de uma comissão de inquérito para apurar possíveis irregularidades na pasta comandada por Marcelo da Costa

Vereador Vinícius Cirqueira (PROS) | Foto: Larissa Quixabeira / Jornal Opção

Diante da perspectiva de abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar possíveis irregularidades na Secretaria Municipal de Educação e Esporte de Goiânia (SME), o vereador Vinícius Cirqueira (PROS) defendeu nesta terça-feira (29/5) que o prefeito Iris Rezende (MDB) demita o secretário Marcelo da Costa.

“Com certeza [a CEI] contará com o meu apoio. Diante de todas as atitudes do secretário Marcelo, vemos que ele está inoperante, não tem capacidade para gerir mais essa secretaria. Para mim, hoje ele tinha que ser sumariamente demitido pelo prefeito Iris Rezende”, disse o vereador em entrevista.

Com o fim da CEI do Mau Cheiro na semana passada, a vereadora Sabrina Garcêz (PTB) recolheu em plenário, assinaturas dos colegas para requerimento de abertura da CEI da Educação. Depois de protocolado o documento será encaminhado aos líderes de partidos e bancadas para que façam as indicações dos integrantes.

Segundo a vereadora, a comissão vai apurar denúncias que se acumulam desde o ano passado. “Temos recebido várias denúncias desde o ano passado sobre o mau uso do dinheiro público dentro da secretaria de Educação. Além disso, faltam de servidores ao mesmo tempo em que temos um processo de concurso prestes a vencer, as escolas estão liberando os alunos mais cedo e o secretário alega que não tem necessidade de mais servidores. Temos os atrasos do repasse para as creches conveniadas, enfim, uma série de situações que teremos oportunidade de analisar melhor”, disse.

Denúncia

Ainda no âmbito de denúncias sobre a Educação em Goiânia, Vinícius Cirqueira, que compõe a base aliada na Câmara Municipal, subiu à tribuna nesta terça (29) para denunciar abertura de processo de licitação que, segundo ele, não condiz com o orçamento e o que deveria ser prioridades da pasta.

O processo, ainda em andamento, estima gasto de  R$ 166 mil para flores e ornamentos a serem utilizados em eventos da SME. “Qual a prioridade dessa secretaria? Temos falta de vagas, déficit de servidores e o secretário lança três editais de licitação para som, palco, mesa, forros, quitutes e agora flores para eventos que somam mais de R$ 6 milhões. Meu questionamento é esse, qual a prioridade? É a realização de eventos? Para mim essas contratações são descabidas”, afirmou se referindo a outros dois processos de licitação.

Outros dois processos em andamento designam  mais de R$ 1 milhão à contratação de buffet e aluguel de mesas e cadeiras para eventos e R$ 6,4 milhões para locação de palcos, som e iluminação de eventos pela SME. Ambas licitações são da gestão do secretário Marcelo Costa.

Questionado sobre seu posicionamento contrário a um secretário de Iris, mesmo sendo aliado do prefeito, o vereador disse que as críticas não interferem em sua atuação como vereador da base. “Isso demonstra responsabilidade que tenho com a cidade. Não estou indo para a oposição. Estou auxiliando o próprio prefeito. Hoje a categoria é insatisfeita com a atuação do secretário e tenho certeza que o que ele vem colocando não é a prioridade que a população quer para a cidade. Não é porque sou um vereador da base que tenho que tapar os olhos para os erros da administração”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.