Vereador cobra explicações de faculdade privada de Goiânia que usa área pública como estacionamento

Segundo denúncia, Universidade Estácio de Sá ocupa irregularmente área da antiga rede ferroviária federal. Universidade afirmou que não possui mais Campus na localidade

Vinícius Cerqueira apresentou denúncia na sessão de quinta-feira (2/8).

O vereador Vinícius Cerqueira (PROS) apresentou um requerimento durante sessão plenária na manhã da última quinta-feira (3/8) direcionado à Superintendência do Patrimônio da União em Goiás (SPU/GO). No requerimento apresentado, o vereador cobra explicações sobre o uso de uma área pública federal pela Universidade Estácio de Sá, na região central de Goiânia.

Segundo Vinícius,a área da antiga rede ferroviária federal, na rua 67-A, Setor Norte Ferroviário, é utilizada como estacionamento pela instituição de ensino. “Queremos saber qual tipo de instrumento público foi utilizado pela SPU para autorizar o uso do espaço pela Universidade já que, as concessões ou locações da Administração Pública devem ser precedidas de procedimento licitatório”, questiona.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da universidade que respondeu, por meio de nota, que a instituição não possui mais Campus na localidade informada.

De acordo com a Estácio, “enquanto a sua unidade estava em operação, apenas locava o imóvel adjacente ao terreno em questão. A referida área não fazia parte do Campus e nem era explorada pela instituição, sendo a mesma aberta ao público em geral”.

Em nota, a SPU informou que o local encionado na notícia não faz parte do acervo do Patrimônio Imobiliário da União. “A área em questão, situada à Rua 67-A do Setor Norte Ferroviário, é oriunda da extinta Rede Ferroviária Federal (ex-RFFSA) e deixou de ser propriedade da União há mais de três décadas”, diz a nota.

Deixe um comentário