Vereador afirma que habitações da Casa do Idoso estão entregues a própria sorte

Paulo Magalhães quer levar situação ao conhecimento dos deputados federais, a fim de conseguir emendas para dar mais dignidade aos velhinhos

Foto: Divulgação

O vareador Paulo Magalhães vistou, na última semana, a Casa do Idoso da Vila Mutirão e o Solar Espírita, a fim de verificar a situação de idosos e crianças. Segundo ele, o que pode ser confirmado foi o abandono do Poder Público.

Paulo afirmou que, na Casa do Idoso, as 30 casas, que abrigam cerca de dois “velhinhos” cada, e que foram construídas em 1986, estão entregues a própria sorte. Segundo ele, no local, onde foi destruída uma escola, será pleiteado a construção de uma hidroginástica para beneficiar os moradores. “Queremos, também, a construção de um muro por conta da grande violência”.

O vereador afirmo que quer levar ao conhecimento dos deputados federais a situação do local, para que sejam destinadas emendas para abrigar os velhinhos, “que merecem respeito e poder viver com dignidade, com espaços para esporte e lazer. E levar, também, ao conhecimento da primeira-dama do Estado, Gracinha Caiado, para que possa fazer uma parceira com o município”.

Solar Espírita

No Solar Espírita, foram comprovados, segundo Paulo, seis meses de falta de repasse pela prefeitura e salários atrasados dos funcionários, que são cerca de 25. O local atende 120 crianças e 50 idosos.

O titular da secretaria municipal de Assistência Social (Semas), Mizair Lemes Júnior, que estava presente na comitiva que visitou os dois locais, se comprometeu em realizar os repasses nessa semana, informou Paulo. “Obrigações têm que ser cumpridas e vamos cobrar esse repasse”, afirmou o vereador.

Além de Paulo e Mizair, participaram da comitiva Maurícia Leite, responsável pela Casa do Idoso; Romão Cunha, presidente do Solar Espírita Apóstolo Tomé; o promotor Vagner Gerson Garcia; a delegada Ana Lívia Paiva; a coordenadora do núcleo de direitos humanos da Defensoria Pública do Estado de Goiás, Fernanda da Silva Rodrigues; e a presidente da Comissão Especial do Advogado Sênior da OAB, Sara Mendes.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.