Venda de livros e faturamento do setor aumentam mais de 30% em 2021

A alta foi de 30,5% em volume de livros e 32,5% em faturamento. Só no período da Black Friday foram vendidos no país 5,7 milhões de livros, com movimentação financeira de R$ 216,8 milhões

O Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) divulgou o painel do varejo de livros comercializados no Brasil. As ações promocionais realizadas por varejistas têm contribuído para elevar o número de livros e o faturamento do setor. A alta foi de 30,5% em volume de livros e 32,5% em faturamento.

Entre os dias 8 de novembro e 5 de dezembro de 2021, período da Black Friday, por exemplo, foram vendidos no país 5,7 milhões de livros, com movimentação financeira de R$ 216,8 milhões, alta de 30,5% em volume e 32,5% em faturamento, em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2020, o 12º período registrou venda de 4,3 milhões de exemplares, resultando em receita de R$ 163,6 milhões.

A pesquisa apontou que a quantidade de (ISBNs), Espécie de Identidade para Publicações, comercializadas também subiu em comparação a 2020, alcançando diferença positiva de 11,2%. Segundo o SNEL, esse número indica que as editoras passaram a publicar mais títulos e os consumidores estão em busca de novidades, o que confirma o crescimento do hábito da leitura no Brasil.

O painel foi realizado com base nos dados, coletados diretamente do caixa das livrarias, comércio eletrônico e varejistas colaboradores. As informações são recebidas eletronicamente em formato de banco de dados. Após o processamento, eles são enviados virtualmente e atualizados a cada semana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.