Vencedores da Bolsa de Publicações Hugo de Carvalho Ramos são anunciados

Os laureados terão suas obras publicadas pela Prefeitura de Goiânia, mediante licitação. Também receberão um prêmio em dinheiro equivalente a vinte salários-mínimos

Escritor da obra prima goiana “Tropas e Boiadas”, Hugo de Carvalho Ramos | Foto: Reprodução

A União Brasileira de Escritores de Goiás (UBE-GO) anunciou, no dia 23 de novembro, em uma transmissão ao vivo pelo Instagram os vencedores da Bolsa de Publicações Hugo de Carvalho Ramos versão 2021, edição comemorativa ao centenário de morte do autor.  Trata-se do mais antigo em atividade e o mais importante prêmio literário de Goiás. O concurso é promovido pela Prefeitura de Goiânia, com organização da UBE – GO, premiando anualmente dois títulos, um de prosa e outro de poesia. Os laureados terão suas obras publicadas pela Prefeitura de Goiânia, mediante licitação. Também receberão um prêmio em dinheiro equivalente a vinte salários-mínimos. 

Criada pelo primeiro prefeito de Goiânia, Prof. Venerando de Freitas Borges, em 1944, a Bolsa de Publicações Hugo de Carvalho Ramos já editou mais de cem livros. Muitos deles se tornaram clássicos da literatura goiana. Foi por meio dela que o escritor Bernardo Élis, imortal da ABL, publicou sua primeira obra, “Ermos e Gerais”. Entre os vencedores estão nomes consagrados como Edival Lourenço, Heleno Godoy, Yeda Schwartz, Miguel Jorge, Valdivino Braz, Delermando Vieira e Hélverton Baiano.

A banca do concurso é composta por três membros, sempre nomes de reconhecida competência e relevo na comunidade literária. Em 2021 os três jurados foram os escritores José Eduardo Umbelino Filho, representando a UBE – GO, Sandoval Eterno de Souza Lopes, representando a Secretaria de Cultura de Goiânia, e Iuri Rincón Godinho, representando a Academia Goiana de Letras.  

Em prosa foi premiada a coletânea de contos “Tamarindo”, de Pablo Vinícius Clemente Mathias, residente em Goiânia. A obra foi assinada sob o pseudônimo Cyprinus Carpio. O romance “Réptil” recebeu menção honrosa, assinado sob o pseudônimo Mabuya Frenata.

Em poesia foi premiado o livro “Onde nascem os abrolhos”, de João Elias Antunes de Oliveira, também residente em Taguatinga. A obra foi assinada sob o pseudônimo Victor Hugo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.