Variação do preço de frutas natalinas chega a mais de 300%, diz Procon Goiás

Procon Goiás divulga pesquisa em 16 supermercados na capital e mostra que a pesquisa de preço ainda é a melhor alternativa para quem quer economizar nas compras

Frutas  Foto: Jaelson Lucas/SMCS

Preço de frutas tradicionais da ceia de natal tiveram relativa queda em relação ao ano passado | Foto: Jaelson Lucas/SMCS

A ceia de natal possui ingredientes tradicionais que costumam subir de preço a medida que se aproximam as festas de fim de ano. O Procon Goiás divulgou nesta terça-feira (20/12) uma pesquisa de preço com os principais itens da ceia de natal e, na relação, as frutas se destacam com índices de variação de preço que chegam a mais de 300%.

O quilo da nectarina foi encontrado por preços que variam de R$ 2,99 a R$ 12,99, uma alteração de 334,45%. Já o quilo do pêssego nacional foi encontrado ao menor preço a R$ 1,89 e o maior a R$ 6,99, variação de 269,84% e a bandeja de morango, cuja variação entre menor e maior preço chegou a 200,67%, teve os preços variando entre R$ 2,99 a R$ 8,99;

Apesar da grande diferença de preço entre os estabelecimentos, o preço das frutas em geral teve queda em relação ao registrado no período do natal no ano passado. O Procon apurou uma redução média de -6,75%, considerando os preços médios atuais e os preços apurados no último levantamento de dezembro de 2015.

Especialistas do Procon orientam que, em relação às frutas, é importante dar preferência para os dias de promoção de hortifruti, já que muitas dessas grandes variações identificadas pelo órgão se deram ao fato de no momento da coleta alguns estabelecimentos estarem praticando preços promocionais.

 

 

O Procon Goiás visitou desde o dia 12 ao dia 19 deste mês 16 supermercados de Goiânia verificando os preços de 89 itens utilizados para o preparo da ceia natalina, como: frutas, grãos, panetones, aves, carnes e bebidas. Confira algumas variações de preços. A tabela completa da pesquisa pode ser consultado no site do Procon.

 

 

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.