Projeto, de autoria da vereadora Sabrina Garcêz, avançou mais uma etapa na Câmara Municipal. Para ela, mudança não somente irá desafogar o transporte público coletivo, como também irá socorrer e amparar diversas famílias que dependem desses veículos para garantir o sustento

Transporte escolar | Foto: Reprodução

A Câmara Municipal de Goiânia aprovou, em fase de primeira discussão e votação, um projeto de lei de autoria da vereadora Sabrina Garcêz (PSD) que prevê a implementação de um serviço de transporte público complementar realizado por vans escolares e de turismo na capital.

A ideia trazida pela matéria será aplicada em caráter de urgência a fim de evitar a propagação da Covid-19. “Percebe-se as lotações nos ônibus, colocando as pessoas em riscos inimagináveis e retirando a eficiência de qualquer isolamento”, disse a vereadora ao defender sua proposta.

Sabrina Garcêz, autora da proposta / Foto: Reprodução

Sabrina argumenta ainda que, caso aprovado, a mudança não somente irá desafogar o transporte público coletivo, como também irá socorrer e amparar diversas famílias que dependem desses veículos para garantir o sustento e mesmo assim ainda seguem “estagnados” diante da pandemia.

Caso a matéria passe em segunda votação na Câmara e posteriormente pelo crivo do prefeito, Rogério Cruz (Republicanos), caberá à Câmara Deliberativa de Transporte Coletivo (CDTC) regulamentar, organizar, planejar e definir as linhas e horários de circulação desses veículos, bem como a fiscalizar a operação do serviço complementar.