Vanderlan se reúne com Adial e Fieg para discutir posicionamento sobre possível RRF em Goiás

Encontro acontece nesta quinta-feira, 9, entre representantes dos segmentos de empresas e indústrias do Estado

Foto: reprodução/Facebook

O senador eleito Vanderlan Cardoso (PP) participará de um encontro com representantes da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) e da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial) nesta quinta-feira, 9, para tratarem de um posicionamento sobre o Regime de Recuperação Fiscal (RRF), uma das saídas do governador Ronaldo Caiado (DEM) e da secretária da Fazenda, Cristiane Schimidt, para a dívida bilionária que ambos afirmam que o Estado tem.

O presidente da Adial, José Alves, também confirmou o encontro, que deve acontecer na sede da Fieg. “Vamos nos reunir para poder entender este processo da recuperação fiscal e que impactos trazem para Goiás e que posicionamento se toma em relação a isso”, disse.

Já Vanderlan, que irá participar do encontro como empresário, afirmou que quer ouvir do governo e dos outros empresários o que pensam a respeito do que tem sido veiculado recentemente. O senador eleito lembrou, ainda, que em conversa com o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), no último domingo, 6, soube qual é a situação atual do Estado do RJ, que passa por uma atual recuperação fiscal com juros altos e que não quer o mesmo para Goiás.

“Os juros da recuperação fiscal no Rio de Janeiro ultrapassam os 16% e se para Goiás for assim, aí eu sou contra, por que vai empurrar o problema para frente e enterrar o Estado. Então quero ver o que o governo de Jair Bolsonaro vai propor, os juros propostos por Paulo Guedes, até mesmo para eu poder opinar”, concluiu.

Vale lembrar que a preocupação dos empresários e industrialistas, entre outros pontos, é que um Estado em Regime de Recuperação Fiscal, tem como exigência a redução dos incentivos fiscais ou benefícios de natureza tributária em, no mínimo, 10% ao ano.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.