Vanderlan e José Eliton estabelecem projeto de segurança para Goiânia

Candidato a prefeito do PSB propõe criação da Secretaria Municipal de Segurança Integrada e inicia a formação de uma coalizão para o combate à violência

Em reunião com cúpula da Segurança Pública, Vanderlan discute alternativas para solucionar a violência na capital

Em reunião com cúpula da Segurança Pública, Vanderlan discute alternativas para solucionar a violência na capital

O secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) e vice-governador do Estado José Eliton (PSDB) reuniu na noite da última terça-feira (9/8) toda a cúpula das polícias em uma reunião para preparar o projeto de segurança do candidato à Prefeitura de Goiânia Vanderlan Cardoso (PSB) e de seu vice, o vereador Thiago Albernaz (PSDB).

Ficou acertada a proposta de criação, no âmbito do município de Goiânia, da Secretaria de Segurança Pública Integrada, que contará com o suporte de todas as forças de segurança estatais e o engajamento total das demais áreas correlatas na esfera da prefeitura, como a Guarda Civil Metropolitana e a Superintendência Municipal de Trânsito (SMT), além de outros órgãos municipais associados à defesa social.

Durante a reunião, o grupo mostrou coesão e engajamento na campanha de Vanderlan e, posteriormente, na gestão do empresário. Estavam presentes os principais personagens do sistema de segurança pública de Goiás. Além do secretário Eliton, o superintendente-executivo, coronel Edson Costa; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Divino Alves; o delegado-geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio; o comandante de Policiamento da Capital, tenente-coronel Ricardo Rocha; o delegado-geral-adjunto da Polícia Civil, Marcelo Aires; o superintendente de Ações e Operações Integradas da SSPAP, Emmanuel Henrique Balduíno de Oliveira, e o comandante de Missões Especiais da Polícia Militar, Tenente-Coronel Wellington Urzeda.

O vice-governador afirmou que o propósito da discussão que foi aberta na ocasião é a integração. Segundo ele, é necessário unir esforços para combater a violência. Nesse caminho, defendeu, a cúpula da Segurança ajuda o prefeitável a reforçar o seu programa, contribuindo com ideias e propostas inovadoras dentro das atribuições constitucionais do município. “Porque tem muita gente que acha que o município vai ser substitutivo de segurança pública, quando na verdade não é”, alertou.

Segundo o dirigente da SSPAP, a aliança construída por Vanderlan faz dele o único candidato com as condições necessárias para defender uma política de segurança com integração total com o Estado, “dando um encaminhamento positivo para a capital”.

José Eliton destacou ainda a qualidade do material humano envolvido no encontro, segundo ele uma reunião técnica com as principais lideranças que têm conhecimento e competência na área e que atuam no dia a dia da segurança pública. “São intelectuais, homens preparados que têm uma experiência técnica muito forte.”

União

Vanderlan agradeceu o tempo dedicado pelas autoridades à discussão do tema e disse que sempre defendeu que o prefeito precisa liderar uma ampla coalizão pela segurança no município, como a autoridade máxima que é na cidade. “Essa parceria se inicia agora”, afirmou o candidato após a reunião.

“Temos aqui a elite da segurança pública nos ajudando a encontrar soluções para a criminalidade com o diferencial de que o prefeito vai ajudar com os recursos de que dispõe, como a Guarda Civil Metropolitana, a SMT e outros órgãos de controle social”, celebrou.

De acordo com o empresário, a parceria não deve se limitar às forças de repressão, devendo contar com a adesão de todos os poderes e da sociedade, por meio do Judiciário e do Ministério Público, além das associações de bairros, dos conselhos tutelares e dos conselhos de segurança nas diversas regiões do município. “O que precisamos é de um amplo esforço coletivo pela paz em Goiânia. Uma pessoa, só, pode até fazer discurso, mas, sozinho, não vai resolver esse problema”, afirmou Vanderlan.

O ex-prefeito de Senador Canedo esclareceu, ainda, que o trabalho da prefeitura no combate à violência vai muito além da atuação policial, mas começa com investimento em educação, esporte e cultura. “Temos que investir na base, que é a educação infantil. Precisamos ainda dar condições para que os jovens pratiquem esporte e tenham acesso á cultura. Vamos encabeçar essa frente de trabalho por uma cidade mais segura e vamos investir em tudo que estiver ao alcance legal da prefeitura. Nosso objetivo é mudar essa triste realidade de Goiânia. E estamos com muita disposição para fazer isso”, esclareceu.

Thiago Albernaz, que também faz parte da diretoria da Acieg Jovem, destacou que a reunião criou um caminho para realizar ampla parceria com toda a estrutura de inteligência da Segurança Pública e com a sociedade civil organizada.

“Todo cidadão acaba sendo vítima da violência e a prefeitura tem sua responsabilidade porque a cidade está abandonada à própria sorte e quem toma conta é a bandidagem. A Secretaria de Segurança Pública Integrada servirá como uma central de ações estratégicas com as forças policiais, órgãos de justiça e sociedade civil, onde já tenho atuação há vários anos. Faremos ações preventivas como limpeza, iluminação e ações sociais, além da repressão ao crime”, ressaltou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.