Vanderlan confirma pré-candidatura e diz que declarações de Flávia Morais são inconsequentes

A pedetista levantou a possibilidade do pessebista abrir mão de sua candidatura para compor com outros partidos, entre eles o PSDB do governador Marconi Perillo

Foto: Jornal Opção Online/Fernando Leite

Foto: Jornal Opção Online/Fernando Leite

“Infelizes e inconsequentes.” Foram estas as palavras usadas pelo pré-candidato ao governo estadual pelo PSB, Vanderlan Cardoso, para definir as recentes declarações da deputada federal Flávia Morais (PDT) sobre o rumo que o titular tomará nas eleições deste ano. A pedetista levantou a possibilidade de Vanderlan abrir mão de sua candidatura para compor com outros partidos, entre eles, o PSDB do governador Marconi Perillo.

Em entrevista ao Jornal Opção Online na tarde desta terça-feira (22/4), Vanderlan rechaçou qualquer possibilidade de não concorrer a governador neste pleito, e diz desconhecer as razões que levaram a deputada federal questionar sua pré-candidatura. “Não estou conversando com nenhum grupo. Isso é coisa da cabeça dela. Há muito tempo não falo com a deputada Flávia. Ela não tem autorização minha para falar isso. Não foi conversado nada disso”, alegou.

Vanderlan afirmou que foi pego de surpresa com as declarações e entrou em contato com o presidente estadual do PDT, George Morais, marido da deputada federal, pedindo explicações. O próprio pedetista teria classificado as falas de sua cônjuge como “infelizes”. De acordo com a assessoria de imprensa de Vanderlan, o político se reunirá nesta quarta-feira (23/4) com Flávia para tratar do assunto.

Para o pré-candidato, a aproximação do PDT com o PT em nível nacional a fim de apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff pode ter influenciado a posição da deputada federal. “Temos um compromisso em trabalhar aqui em Goiás com palanque para o Eduardo Campos. Por nossos candidatos a presidente serem diferentes, ela pode ter dito isso”, avaliou.

Vanderlan afirmou que, sua pré-candidatura não depende de nenhuma outra legenda além de PSB, PRP e PSC. No entanto, o pessebista não descarta a possibilidade de articulações com outras siglas em prol de seu nome. “Temos conversas com mais dois partidos, mas prefiro não citá-los, porque ainda não é certeza.”

Sobre a composição com o PDT, o pré-candidato pelo PSB afirmou que há uma conversa adiantada entre as legendas, mas que, a curto prazo, não será possível delinear uma articulação devido à indefinição do partido de Flávia Morais quanto ao cenário eleitoral para este ano. Na última semana, o pré-candidato pelo PT, Antônio Gomide, se reuniu com George e Flávia, que já conversaram também com Júnior Friboi (PMDB).

O Jornal Opção Online tentou contato com a deputada federal Flávia Morais, mas até o fechamento da matéria não obteve resposta.

Acordo

Em entrevista no início da tarde desta terça-feira, o presidente do PRP e possivelmente o aliado mais articulado do pessebista, o empresário e marqueteiro Jorcelino Braga, alertou sobre a existência de um acordo firmado entre ele e Vanderlan, no qual estaria certo o lançamento da candidatura. Para Jorcelino, a deputada federal não deveria falar sobre a posição do pré-candidato, pois é um assunto que não lhe diz respeito. “O que está posto é a participação do PRP e do PSB. O que vier de resto é lucro”, disse.

Deixe um comentário