Valores de diárias e passagens devem ser devolvidos por procuradores, diz TCU

Decisão apontou três irregularidades no modelo atualmente adotado pelos procuradores

Ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas determinou, nesta quarta-feira, 10, que os procuradores da Operação Lava Jato devolvam os valores recebidos com diárias e passagens no período em que atuaram na força-tarefa. Isso porque Dantas considerou irregular o modelo adotado pelos procuradores atualmente.

O relator concluiu que os procuradores causaram dano ao erário, ao sustentar falta de fundamentação, sem a devida comprovação. Além disso, constatou violação ao princípio de economicidade e ofensas ao princípio da impessoalidade, como a falta de critérios técnicos que justificassem a escolha de quais procuradores integrariam a operação.

Ao todo, cinco procuradores devem ser citados nos próximos dias. Entre eles, Antonio Carlos Welter, Carlos Fernando dos Santos Lima, Diogo Castor de Mattos, Januário Paludo e Orlando Martello Júnior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.