Vale vai buscar acordos extrajudiciais com famílias das vítimas

Anúncio foi feito pelo presidente da empresa após reunião com a PGR

Presidente da Vale | Foto: reprodução

Após reunião com procuradores realizada nesta quinta-feira, 31, na sede da Procuradoria Geral da República, o presidente da Vale, Fabio Scharsman, disse em coletiva de impressa que a empresa vai buscar acordos extrajudiciais com parentes de vítimas. Segundo ele, esta é uma medida que busca a solução imediata para o problema.

Na manhã desta quinta-feira, 31, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge,  já havia afirmado, após reunião com representantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), que a empresa não tem de esperar ações judiciais para indenizar vítimas da tragédia.

Durante a entrevista, o presidente da Vale disse que a empresa está preparada para abdicar de ações judiciais. Afirmou também que assim que os acordos forem assinados as indenizações começarão a serem pagas. Quando perguntado se a medida amenizaria punições futuras, o presidente se esquivou e disse não estar preocupado com isso. “Minha cabeça está voltado para minorar o sofrimento das vítimas”, enunciou.

Na última quarta-feira, 30, o porta-voz do Comitê de Respostas Rápidas da Vale, Sérgio Leite, já havia anunciado doação de R$ 100 mil para as famílias de vítimas. Segundo o representante da empresa, esse valor é doação voluntária e independente de qualquer outra providência. O valor será repassado para a família de cada pessoa que consta na lista de vítimas do desastre, elaborada no dia 28 de janeiro.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.