Vacinas adquiridas pela secretaria podem ser aplicadas de forma suplementar, diz secretário

Alexandrino ainda adianta que a pasta já remeteu os documentos aos fabricantes das vacinas

Secretário de Saúde, Ismael Alexandrino | Foto: Reprodução

O secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, avalia que é possível eguir as prioridades dos grupos do Plano Nacional de Imunização (PNI) e usar vacinas adquiridas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) de forma complementar.

“A pretensão da SES é adquirir doses para imunizar 1 milhão de goianos, em carater complementar ao PNI”, aponta.

Alexandrino ainda adianta que a pasta já remeteu os documentos aos fabricantes das vacinas e aguarda respostas oficiais sobre possíveis quantidades de doses, datas e prazos.

Para aquisição de outras 1 milhão de doses necessárias para imunização será preciso remanejamento interno de R$ 60 milhões da Secretaria de Estado da Saúde. “É dentro do nosso orçamento do ano mesmo, dos 12%. Não há empecilho para ele”, garante Alexandrino.

Outros R$ 60 milhões vêm do crédito extraordinário em favor do Fundo Estadual de Saúde, aprovado na quinta-feira, 25, pela Assembleia Legislativa de Goiás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.