Usuários lançam boicote a Villa Mix após polêmica sobre peso de cliente

Relato de mulher que foi expulsa da casa por questionar critérios de liberação de entradas causou revolta no Facebook

Entrada da boate Villa Mix, de São Paulo | Foto: Divulgação/Facebook

Entrada da boate Villa Mix, de São Paulo | Foto: Divulgação/Facebook

Internautas começaram nesta segunda-feira (11/4) um movimento de boicote à casa noturna Villa Mix, de São Paulo, após relato de uma jovem, que teria sido expulsa do local, no último sábado (9/4), por ter questionado os critérios de liberação de entradas na boate.

Tudo começou quando, segundo a internauta, ela e outros amigos entraram de graça no estabelecimento por estarem na lista de um determinado promoter, enquanto sua prima, que também estava na relação de nomes, teve que, sem nenhuma razão aparente, pagar a entrada.

Após questionar um segurança da casa sobre a diferença de tratamento, a jovem foi informada pelo profissional que sua prima “fugia do padrão da casa”.

“Nessa hora não me contive! Não consegui! Eu tomei as dores da minha prima… Mas também tomei a dor de alguém que, um dia, já sofreu isso! E comecei a falar: ‘O senhor está falando sério? Qual é a diferença dela pra mim? A bosta da balança?’ Ele apenas sorriu”, contou.

Insistindo ao questionar os padrões estabelecidos pela boate, a jovem ouviu do segurança que ela não mais entraria no estabelecimento, pois “apresentava perigo à casa”.

“O segurança continuou com um sorriso no rosto, chamou uma segurança e disse para me retirar… Sai! Mas sairia mesmo que tivessem me autorizado a entrar naquele lugar! Eu fiquei arrasada! Não por mim, mas pela minha prima! E por você, que um dia foi vítima de algum tipo de preconceito porque não estava no “padrão”… Eu nunca vou entender essa ditadura da magreza”, desabafou.

“Carolina Marcelino, 61 kg e não me considero dentro de qualquer tipo de padrão”, finaliza o depoimento.

No Facebook, o relato da jovem Carol Marcelino, acompanhado de uma foto pedindo o boicote à casa noturna, já tem quase 2,5 mil compartilhamentos e outros 1,7 mil comentários. A casa ainda não comentou o episódio. O Jornal Opção entrou em contato com a administração da marca, que, inclusive, tem uma filial em Goiânia, mas, até o início da noite desta segunda-feira (11), a reportagem ainda não havia sido respondida.

Enquanto isso, internautas têm usado a página oficial da Villa Mix São Paulo no Facebook para fazer críticas contra os padrões exigidos pela boate. “Vamos lá pessoal, separa o uniforme para entrar no Padrão Villa Mix”, ironizou uma usuária. “Um lugar que em 2016 seleciona as pessoas que frequentam por padrões de beleza deve ser boicotado”, acrescentou outra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.