“Único projeto da gestão Iris é eleger a primeira dama”, critica vereador

Em discurso no Plenário, Jorge Kajuru (PRP) criticou uso da máquina pública focado nas eleições de 2018. Íris de Araújo (PMDB) tenta voltar à Câmara dos Deputados

Fotos: Divulgação

Em seu discurso durante o pequeno expediente da Câmara Municipal nesta quinta-feira (21/9), o vereador Jorge Kajuru (PRP) criticou a falta de ação da gestão Iris Rezende (PMDB) e disparou contra ele por, na sua opinião, usar a Prefeitura de Goiânia como plataforma eleitoral da primeira dama Íris de Araújo (PMDB) para o pleito de 2018.

“Iris está cercado de batedores de carteira, cada um usando a máquina pública pensando nas eleições do ano que vem”, criticou Kajuru. “A gente vem ouvindo inclusive da população que o único projeto efetivo da gestão Iris é o de eleger a sua primeira dama Iris”, pontuou ele.

Na última terça-feira (19), o vereador já havia feito críticas a Íris, atribuindo a ela o pedido de demissão do ex-secretário municipal de Finanças, Oseias Pacheco, que teria se sentido “desmoralizado” pela primeira dama. A prefeitura nega e afirma que a decisão dele foi motivada por questões familiares.

Durante o discurso, Kajuru também apresentou, com o vereador Alysson Lima (PRB), um requerimento para que o prefeito e secretário de finanças informem a relação de todas as pessoas físicas e jurídicas que têm o benefício de isenção no Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) e Imposto Territorial Urbano (ITU).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.