Um dia após votação para manter sessões híbridas, deputados não comparecem ao plenário

Ao todo, dos 41 deputados, apenas 22 registraram presença mesmo que de forma virtual.

Durante sessão ordinária desta quinta-feira, 18, apenas seis deputados estaduais registraram presença ‘in loco’ no plenário da Assembleia Legislativa de Goiás. Humberto Aidar (MDB), que na ocasião presidiu os trabalhos, além dos deputadas Humberto Teófilo (PSL), Lêda Borges (PSDB), Antônio Gomide (PT), Bruno Peixoto (MDB) e Wilde Cambão (PSD). Ao todo, dos 41 deputados, apenas 22 registraram presença mesmo que de forma virtual.

Na última quarta-feira, 17, por 18 votos favoráveis e 10 contrários, os deputados estaduais decidiram em manter as sessões ordinárias de forma híbrida, na contramão da nota técnica do diretoria de saúde da Casa. A proposta era de que Assembleia fosse fechada administrativamente por pelo menos 15 dias, em função do agravamento da pandemia da Covid-19, com sessões exclusivamente remotas.

Nessa perspectiva, o deputado Álvaro Guimarães (DEM), que ontem, 17, se posicionou favorável ao fechamento da Alego e das sessões remotas, reafirmou “Hoje estou aqui em casa me sentindo a vontade, sem máscara, e vou voltar aí [na Assembleia Legislativa] apenas a hora que eu estiver vacinado para ocupar o meu lugar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.