Criação foi anunciada pelo governador Marconi Perillo durante inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da cidade

Durante a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Porangatu, o governador Marconi Perillo anunciou no fim de semana que o câmpus da Universidade Estadual de Goiás (UEG) no município terá o curso de Direito. “Este é um pedido da comunidade universitária de toda a região e eu asseguro que o curso de Direito virá para Porangatu”, informou em meio a aplausos

O prefeito Pedro Fernandes agradeceu o governador “pelo carinho e distinção por toda a região Norte”. Declarou que “Goiás avançou muito na gestão de Marconi. Sabemos que Marconi é comprometido com o trabalho e o desenvolvimento”. “Não podemos permitir retrocesso. Houve um avanço muito grande com o governador Marconi. Não podemos permitir que o oportunismo de alguns traga o atraso que tanto prejudicou Goiás antes de Marconi”, salientou o prefeito.

Pedro Fernandes testemunhou que “sem o programa Goiás na Frente seria impossível fazer investimentos em infraestrutura e na área da saúde”. Encerrou dizendo que o país está em dificuldade, “mas Marconi, pela sua capacidade, planejou o Goiás na Frente, um programa que tem feito a diferença na administração de muitos prefeitos”.

Porangatu recebeu R$ 5 milhões do programa para recapeamento. Posteriormente foi concedido um aditivo de R$ 2 milhões para a prefeitura adquirir um caminhão para serviços de micro revestimento. O governador encerrou em Porangatu, a agenda de visitas a cidades da região Norte do Estado nesta sexta-feira (16). Ele foi recebido por mais de mil pessoas na sede do Sindicato Rural. No local, simbolicamente inaugurou o Sistema de Esgotamento Sanitário (ETE).

O governador entregou 59 cheques moradia e duas parcelas no valor de R$ 500 mil dos R$ 7 milhões que o município tem direito pelo convênio do programa Goiás na Frente. A maratona começou por Campinaçu, depois seguiu para Montividiu do Norte, Trombas, Formoso e Santa Teresa de Goiás. Além da Estação de Tratamento de Esgoto e das Estações Elevatórias Lages e Funil, parte das redes coletoras também está concluída.

Cerca de 68% dessas instalações já foram implantadas, atendendo de imediato, cerca de três mil ligações domiciliares. O presidente da Saneago, Jalles Fontoura, anunciou na ocasião que até dezembro, quando o restante das obras for finalizada, o total de beneficiários crescerá para mais de 13 mil famílias.

Segundo o presidente da Saneago, dos 221 quilômetros de rede coletora, 121 quilômetros estão concluídas e vão beneficiar os bairros Vila Primavera, Vila Operária, setor Planalto, Santa Luzia, São Francisco e Setor Bela Vista. O valor total dos investimentos nas obras é de R$ 43,7 milhões. Até agora já foram investidos cerca de R$ 28 milhões. O investimento, segundo o governador, “talvez seja a mais importante obra de um governo, porque preserva a saúde e o meio ambiente”.