Uber entrega mais de 816 mil assinaturas contra projeto que inviabiliza aplicativos

Representantes da empresa levaram resultado de abaixo-assinado feito em parceria com a 99, a LadyDriver e a Cabify para barrar lei da Câmara 

Representantes da empresa com o motorista Daniel Siebel, que dirige na plataforma e defende manutenção do serviço | Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Representantes da Uber estiveram em Brasília nesta terça-feira (10/10) para entregar 25 caixas com mais de 816 mil assinaturas coletadas por eles em um abaixo-assinado contra o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 28/2017. Controversa, a matéria é acusada de, na prática, inviabilizar o funcionamento do aplicativo.

Atualmente em análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o projeto já recebeu um parecer contrário do relator, senador Pedro Chaves (PSC-MS) mas pode seguir direto para o Plenário porque o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE) entrou com um requerimento de urgência.

Aprovado em abril pela Câmara dos Deputados, o projeto original determina uma série de exigências para que esse tipo de serviço possa funcionar, incluindo uma autorização prévia das prefeituras.

Depois que o projeto da Câmara foi aprovado, a Uber se juntou às concorrentes 99 e Cabify para organizar um abaixo-assinado e um projeto de lei alternativo para uma regulamentação que, segundo as empresas, não restrinja a prestação do serviço.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.