Turismo encara novas tendências para 2021

Viagens de curtas duração para destinos próximos são a tendência para o turismo em 2021. Turismo de isolamento é aposta para o próximo ano

Pandemia irá acarretar em mudanças para o turismo| Foto: Domínio Público

Com a chegada do final de ano, poucas coisas são tão aguardadas quanto a lista de feriados do ano seguinte. Em 2021, serão 11 feriados nacionais, destes, seis serão prolongados. A pandemia e o atraso para o início da vacinação trazem incertezas em relação ao próximo ano, mas o setor do turismo trata 2021 com otimismo. Coordenadora do curso de Gestão de Turismo do Centro Universitário Internacional Uninter, Grazielle Ueno Maccoppi, está animada com o mercado. ‘‘O setor estima uma ótima movimentação durante os feriados de 2021’’, analisou. 

A especialista acredita que a dinâmica das viagens irá mudar em 2021. As viagens de carro, com rotas mais curtas, de até 300 quilômetros de distância, serão as mais procuradas neste início. Viajando de carro, há um controle maior sobre as pessoas que estão envolvidas. 

Uma das tendências é o chamado “turismo de isolamento”. Nele, grupos/famílias que estão isolados durante a quarentena podem experimentar uma mudança de ares. “A tendência é que cada vez mais pessoas apostem num formato de viagem doméstica, com cara de ‘escapadas’, em locais que sejam perto de suas casas”, analisou Juliana Túlio, proprietária de um hotel em Blumenau (SC). 

Em pesquisa, a plataforma Booking.com entrevistou 20 mil viajantes de 28 países, entre eles o Brasil. Os resultados apontaram que os brasileiros mantêm o desejo de viajar. Entre os entrevistados, 67% disse estar animado para voltar ao turismo, enquanto 64% desejam viajar mais para recuperar o tempo perdido. Apesar dos números positivos, dois terços dos entrevistados disseram que não irão se sentir confortáveis para viajar enquanto não houver a aplicação da vacina. 

A pandemia causou mudanças na tendência de destinos visitados. As viagens de longa duração saíram de cena e deram lugar aos destinos locais. Com essa mudança, o setor de turismo teve que se adaptar. “O setor  gerou oferta incentivando a descoberta de destinos pouco conhecidos, fomentando o turismo regional e valorizando as pequenas propriedades. Os turistas se motivaram a conhecer novos lugares, e isso foi muito positivo”, afirma. 

Enquanto a vacina não está disponível, é recomendado bom senso. Confira como está a curva de contaminação antes de ir para o local escolhido. No Brasil, principalmente no interior do país, há cidades que não contam com infraestrutura adequada para atender a um grande número de casos de Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.