Tucano assume Paço com ausência de prefeito e vice

Presidente da Câmara, Anselmo Pereira fica à frente do Poder Executivo por quase dez dias. Paulo Garcia vai aos EUA; Agenor Mariano vai para a Bolívia e Peru

Paulo Garcia (esq.) e Agenor Mariano vão ao exterior. Anselmo assume prefeitura interinamente | Fotos: Fernando Leite/Jornal Opção; Prefeitura de Goiânia; Alberto Maia/Câmara de Vereadores

Paulo Garcia (esq.) e Agenor Mariano vão ao exterior. Anselmo assume prefeitura interinamente | Fotos: Fernando Leite/Jornal Opção; Prefeitura de Goiânia; Alberto Maia/Câmara de Vereadores

A licença do prefeito Paulo Garcia (PT) e de seu vice, Agenor Mariano (PMDB), para viagem ao exterior dominaram os debates da sessão plenária da Câmara de Vereadores de Goiânia, nesta quarta-feira (15). Com a ida do petista para os Estados Unidos e do peemedebista a Colômbia e Peru, quem assumirá o Paço Municipal interinamente é o presidente da Câmara, Anselmo Pereira, por quase dez dias.

Por isso, o tucano foi até a tribuna para pedir apoio dos colegas. De acordo com ele, Paulo Garcia está tentando trazer recursos financeiros para a capital. “Quando o prefeito viaja alguém tem que assumir o poder, mas fica claro aqui uma conspiração do parlamento, que fica de cabeça baixa”, disse Anselmo. “Falta companheirismo, trato com a coisa pública. Quem não vota [a favor da licença] e fica com desculpa de que é da base aliada ou da oposição deveria ser rasgado da política”, continuou.

Vereadores da base e da oposição comentaram a fala do presidente. Elias Vaz (PSB) afirmou que votou a favor nos dois casos porque o Poder Legislativo deve respeitar o Executivo. “Apesar de em muitas das vezes sermos patrolados [atropelados] pelas decisões da prefeitura”, analisou o oposicionista.

Fábio Caixeta (PMN) antecipou a Anselmo que estará no gabinete do prefeito cobrando as demandas. “Vou direcionar a Vossa Excelência os requerimentos da minha região.” Pedro Azulão Júnior e Djalma Araújo votaram contra e criticaram a futura ausência dos dois.

Líder do prefeito na Casa, Carlos Soares (PT) explicou que todo ano Paulo Garcia participa do Congresso dos Governadores das Cidades Sustentáveis. “Dessa  vez coincidiu com o evento do Agenor, que tem que estar lá, pois vai representar a prefeitura nos dois países em evento sobre mobilidade urbana.”

Os projetos de lei que pedem a licença do poder foram aprovados na sessão de hoje. O petista vai a Washington, Estados Unidos, entre 27 de setembro e 3 de outubro para acompanhar missão do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Já o peemedebista acompanha o vice-governador José Eliton (PP) na Missão Comercial Goiás em Bogotá, na Colômbia, e Lima, Peru, entre 26 de setembro e 3 de outubro.

Com Anselmo na prefeitura, o primeiro vice-presidente Tayrone di Martino será o presidente da Câmara de Vereadores. Ele está sem partido, mas filia-se ao PSDB no próximo dia 24.

Melar viagens

Na segunda-feira (14), durante inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Região Noroeste, Anselmo relatou ao Jornal Opção Online estar descrente de que as viagens seriam concretizadas. “Não tenho certeza de que isso vai acontecer. Parece que já andaram melando”, comentou.

Segundo o presidente, a primeira ação à frente do Poder Executivo será a criação da Prefeitura de Goiânia 24 horas, conforme antecipou, mas sem repassar detalhes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.