TSE oficializa federação entre PT, PCdoB e PV

Grupo encabeça a chapa para Lula ser eleito presidente nas eleições de 2022 e, juntos por quatro anos, deverão funcionar como uma só legenda

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou neste sábado, 23, a federação Brasil da Esperança, formada por PT, PCdoB e PV. O grupo encabeça a chapa para eleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A Corte eleitoral ainda vai julgar o requerimento para oficializar a união e, caso seja aprovada, os partidos deverão funcionar como uma única legenda por quatro anos.

A federação com o PT foi a forma encontrada pelo PCdoB e PV conseguirem ultrapassam a cláusula de desempenho, a qual restringe os partidos que não elegeram um número mínimo de parlamentares, a conseguirem pegar uma fatia do bolo de fundo eleitoral e, assim, lançarem candidatos. A oficialização da federação entre as siglas precisa ser oficializada pelo TSE até 31 de maio.

Segundo a presidente do PCdoB em Goiás, a ex-deputada estadual Isaura Lemos, “a federação é um instrumento democrático e estratégico para o campo da esquerda, que tem a candidatura do ex-presidente Lula à frente das pesquisas”, disse a líder do partido comunista.  

A deputada estadual pelo PT, Adriana Accorsi diz que a federação com as legendas é uma oportunidade para fugir da impossibilidade das coligações partidárias, que eram permitidas até as eleições de 2018. “Eu acredito que as federações permitem a identificação de qual é o campo político em que cada partido se situa e se posiciona. E é justamente neste sentido que acredito na federação entre partidos populares e progressistas junto ao Partido dos Trabalhadores. Os partidos têm se unido para apoiar a candidatura do ex-presidente Lula [pré-candidato à presidência da República]”, comentou a petista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.