Trump ameaça usar força militar para conter protestos antirracistas

“O que aconteceu na cidade ontem à noite é uma desonra absoluta”, disse presidente do Estados Unidos

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: reprodução)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um pronunciamento nesta segunda-feira, 1, em que chamou de “atos de terrorismo doméstico” os protestos contra a morte de George Floyd, homem negro de 46 anos asfixiado por quase nove minutos pelo policial branco Derek Chauvin, em Minneapolis.

A morte de Floyd gerou, até agora, sete dias de protestos em diversas cidades, das quis 40 estão sob toque de recolher.

“Estes não são atos de protestos pacíficos, são atos de terrorismo doméstico”, disse Trump durante discurso. O presidente anunciou a mobilização de milhares de soldados armados em Washington, depois dos conflitos da noite de domingo.

Trump também pediu aos governadores que “mobilizem a Guarda Nacional em quantidade suficiente capaz de controlar as ruas”.

“O que aconteceu na cidade ontem à noite é uma desonra absoluta”, disse. “Estou enviando milhares e milhares de soldados fortemente armados, pessoal militar e agentes das forças de ordem”, completou o presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.