TRT suspende trabalhos após incêndio

Mesmo que fogo tenha sido no prédio em construção do tribunal, parte do edifício Ialba-Luza, que fica ao lado, ficou danificado. Alguns trabalhos voltarão só na sexta-feira (9)

Foto: divulgação/ Facebook

Foto: divulgação/ Facebook

O 18º Tribunal Regional do Trabalho (TRT-18) de Goiás divulgou neste domingo (4/10) alterações na prestação de serviços desta semana após incêndio no canteiro de obras do Complexo Trabalhista na Avenida T-1, em Goiânia. Por mais que o incêndio não tenha sido no edifício Ialba-Luza, que fica ao lado, muitas salas onde funcionam os gabinetes dos desembargadores foram danificadas pelo calor, além do sistema de ar condicionado.

Por isso, o presidente do TRT, desembargador Aldon Taglialegna, informou que o prédio será interditado por uma semana para serviços de reparos, limpeza e averiguação das condições de funcionamento.

Já o Fórum Trabalhista foi todo preservado, mas por questão de precaução o presidente também suspendeu o funcionamento das 18 varas do trabalho da capital até a próxima quarta-feira (7/10). Nos gabinetes dos desembargadores, pleno, turmas e outras unidades que funcionam no edifício Ialba-Luza, o expediente está suspenso até sexta-feira (9/10).

O Tribunal ainda esclareceu que não houve prejuízo de processos, uma vez que no Tribunal praticamente não existe processo em papel. O setor de informática desligou o sistema de data center para evitar qualquer risco de dano aos dados dos processos que, na Justiça do Trabalho, tramitam de forma eletrônica. O sistema foi estabelecido na tarde deste domingo. 

Uma portaria ainda deve ser publicada determinando que as atividades em relação à elaboração de minutas de votos, sentenças e despachos continuem sendo desenvolvidas pelos servidores em regime de teletrabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.