Três deputados goianos assumem presidências de comissões permanentes da Câmara

Comando das comissões permanentes são escolhidos através da indicação dos partidos que têm o direito à presidência pelas regras de proporcionalidade

A Câmara dos Deputados instalou nesta quinta-feira (23/3) suas 25 comissões permanentes. Os nomes indicados pelos partidos que, pela proporcionalidade, têm direito a presidir as comissões, foram aprovados pelos integrantes de cada colegiado.

Dos parlamentares goianos, foram indicados e aprovados para presidir comissões na Câmara federal os deputados Thiago Peixoto (PSD), que comandará a Comissão de Cultura, Flávia Morais (PDT), que fica à frente da Comissão de Legislação Participativa e Lucas Vergílio (SD), que foi escolhido para a Comissão de Desenvolvimento Econômico.

A distribuição das presidências entre os partidos foi definida em reunião de líderes na última quarta-feira (22/3). PMDB, PSDB e PT ficaram com três comissões cada um. PP, PR, PSB e PSD vão presidir duas comissões, cada. Já DEM, PCdoB, PDT, PRB, PSC, PTB, PTN e SD liderarão um colegiado, cada.

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), maior e mais importante colegiado, será comandada pelo PMDB. O indicado pelo partido foi o deputado Rodrigo Pacheco, de Minas Gerais. Já a Comissão de Finanças e Tributação ficou com o PP. Mantendo uma tradição, o PT ocupará a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.