Treinador brasileiro de Holly Holm é preso acusado de estupro nos EUA

Rafael Freitas, o Baratinha, é um dos sócios da academia ‘Gracie Barra Novo México’

Foto: Reprodução/MDC New Mexico

O instrutor de jiu-jitsu Rafael Freitas, mais conhecido como ‘Baratinha’, foi preso nos Estados Unidos acusado de drogar e estuprar uma mulher, que era sua cliente. O episódio teria ocorrido em 7 de novembro e a acusação foi realizada dez dias depois. A informação foi divulgada por um jornal da cidade de Albuquerque, estado do Novo México.

O brasileiro, de 37 anos, é um dos sócios da academia ‘Gracie Barra Novo México’, e também atua como um dos professores de jiu-jitsu na ‘Jackson Wink MMA’, um dos maiores times de MMA do mundo. Duas de suas alunas mais famosas são Holly Holm e Michelle Waterson.

De acordo com os registros policiais, que foram publicados pelo jornal ‘ABQjournal.com’, o sistema de segurança da casa da vítima teria gravado o crime com uma câmera localizada em sua sala de estar. O policial ouvido pela reportagem detalhou o que aconteceu no encontro.

“Em 17 de novembro, uma mulher denunciou o estupro a um detetive e disse que ele havia acontecido em sua casa durante uma sessão no dia 7 de novembro com o treinador. Ela informou que tinha aulas com Freitas há vários anos e, naquele dia, ele estava fazendo uma massagem em suas pernas devido a cólicas recentes. A vítima disse que Freitas flerta com ela e com várias outras mulheres que treina, que ‘às vezes achava o comportamento dele impróprio’ e que nunca houve relacionamento amoroso entre os dois.”

A vítima disse à polícia que bebeu meio copo de vinho, depois tomou café da manhã e bebeu suco de laranja com Freitas antes da sessão de treinos. Depois, foi ao banheiro e, ao sair, descobriu que Freitas havia preparado um segundo copo de suco de laranja para ela. Ela contou ter acrescentado uma dose de uísque à bebida e cerca de 30 minutos depois começou a ‘sentir sono’, enquanto Freitas massageava suas pernas.

Ela relatou ter “desmaiou rapidamente” e disse ter acordado horas depois, nua da cintura para baixo e que Freitas havia sumido. A mulher afirmou que enviou uma mensagem para Freitas, dizendo que estava envergonhada e perguntou a Freitas sobre estar nua e ele respondeu: “Sim, está tudo bem, não se sinta assim”.

A cliente do brasileiro entregou uma cópia do vídeo para a polícia e, de acordo com a descrição de um detetive, o vídeo mostra Freitas “possivelmente” jogando algo no suco de laranja da mulher enquanto ela estava no banheiro, além de fazer um movimento de “sacudir” com as mãos no copo. O detetive informou que o acusado é visto tirando o short e parece forçar sexo oral nela enquanto a vítima está desmaiada.

Ainda não há informações sobre um possível pagamento de fiança, mas fontes ligadas aos atletas em contato com a reportagem da Ag. Fight confirmaram sua prisão e afirmaram que ele pode ser solto para responder pelo crime em liberdade. (Com informações do Uol e agências internacionais)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.