Trecho da BR-153 entre Goiânia e Aparecida será fechado para evitar acidentes

Vídeo feito pela Polícia Rodoviária Federal mostra simulação de como funcionará a via com a interdição de retorno a partir deste sábado, 1º de abril

Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou nesta sexta-feira (31) mudança permanente que irá ser adotada no trecho da BR-153 entre Goiânia e Aparecida de Goiânia a partir deste sábado, 1º de abril.

Para evitar acidentes no trecho, considerado um dos mais críticos do país, a corporação informou que irá impedir o acesso a um retorno para aqueles que saem da Avenida Toledo, na Vila Santos Dumont, na altura do KM 506, em Aparecida de Goiânia, e adentram a rodovia nas proximidades do Makro e de uma casa de shows.

Segundo a PRF, análise do local apontou que as colisões traseiras e laterais são os principais tipos de acidentes, causados, em sua maioria, pela tentativa de atravessar a pista para acessar o retorno, já que os condutores se arriscam atravessando as três faixas da pista, em um espaço curto, para utilizarem o retorno que existe logo à frente.

Com o acesso impedido, a Polícia Rodoviária espera que o trânsito no local passe a ter melhor fluidez, sem desacelerações bruscas que acontecem em decorrência do conflito entre quem está circulando na via e quem a adentra com o objetivo de retornar, o que deverá reduzir o número de acidentes.

Com o fechamento, o retorno será feito 1,5 km adiante, no viaduto do Posto Santo Antônio. Outra possibilidade é sair por dentro do bairro, pela Avenida Anápolis ou São Paulo, e acessar a rodovia em outro ponto. Vídeo feito pela PRF mostra simulação de como funcionará o trecho com a interdição do acesso. (Confira abaixo)

Uma análise das nove rodovias federais sob circunscrição PRF em Goiás, aponta que nos últimos 5 anos, de 2012 a 2016, as BRs 153 e 060 foram responsáveis por 76,6% dos acidentes registrados, sendo que o trecho urbano de Goiânia representa 46%.

No mesmo período, o trecho entre o Km 500 e 510 teve a maior incidência de acidentes (2.179), o que representa 51% dos acidentes do perímetro urbano de Goiânia, ocasionando a morte de 63 pessoas e deixando outras 1.106 feridas. O acesso que será fechado no KM 506 contribui para esse alto índice no trecho. Somente nesse quilômetro foram registrados 225 acidentes nos últimos cinco anos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.