Justiça Eleitoral registra 111 ocorrências em Goiás; a maioria relativa a problemas com urnas

Também houve casos de mesários faltantes, problemas com impressora e cadernos de votação perdidos

O Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) registrou, até as 15h deste domingo (30/10), 111 ocorrências — 80% delas relativas a problemas com urnas. Em Goiânia, segundo balanço do órgão, 11 urnas foram substituídas.

Neste segundo turno, são utilizadas 2.747 urnas em Goiânia. Também há registros de mesários que faltaram, problemas com impressora e cadernos de votação perdidos.

De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação do TRE-GO, Dory Rodrigues, a votação segue tranquila. Ele disse, entretanto, acreditar que a abstenção será maior que no primeiro turno. “Acredito que neste segundo turno, mais eleitores faltaram. Vamos saber quando terminar a votação, mas creio que a ausência será maior.”

Ocupações

Em Goiânia, sete seções eleitorais da capital foram transferidas. Quem votaria no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG), teve que se dirigir ao Colégio Santo Agostinha, cerca de 200 metros distante do IFG.

 

Apesar da mudança, Dory Rodrigues afirma que não houve dificuldades para o eleitor. “Transcorre normalmente. Teve um ou outro eleitor que não tinha essa informação. Mas ao chegar lá, havia a identificação e o local é bastante próximo. Então não houve prejuízo nenhum.” (Com informações da Agência Brasil)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.