TRE-GO nega recurso e mantém cassação de mandato do prefeito de Goianésia

Renato de Castro e seu vice, Carlos Gomes, são acusados de caixa dois durante campanha do peemedebista

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) negou o recurso apresentado pelo prefeito de Goianésia, Renato de Castro (PMDB), e seu vice, o empresário Carlos Gomes, contra cassação da mandato. A decisão é do juiz Fabiano Abel de Aragão Fernandes.

Com a decisão, dada na última terça-feira (23/1), a Justiça mantém o mandato cassado por entedimento que houve caixa dois na campanha do peemedebista, porque seu vice, o empresário Carlos Gomes, repassou dinheiro não declarado na prestação de contas ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para a conta do pai de Renato, Manoel “Fião” de Castro (PMDB).

Na primeira decisão, o juiz André Reis Lacerda, do Cartório Eleitoral de Goianésia, determina que sejam convocadas novas eleições no município. A denúncia acatada pelo magistrado foi feita pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

O Jornal Opção já entrou em contato com de Renato de Castro e aguarda manifestação.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.