“Trato todos de forma educada e elegante”, diz Arthur Bernardes sobre relacionamento com vereadores

Alvo de queixas quanto ao tratamento dispensado a vereadores de Goiânia,  o secretário de Governo do município, Arthur Bernardes, afirma que trata de forma “educada e elegante” todos os parlamentares. “Quem me conhece sabe que esse é o meu estilo e assim o Prefeito Rogério Cruz exige de todo o secretariado”, diz em entrevista por escrito ao Jornal Opção.

O secretário – que está em casa após ser diagnosticado com a Covid-19 – diz que desconhece qualquer pauta travada no legislativo municipal por conta de desgastes entre o Paço e os vereadores. “Pelo contrário, a Câmara dos Vereadores está dando uma verdadeira demonstração de desprendimento e espírito público ao aprovar e promover um rápido debate sobre os temas que interessam a sociedade nesse momento de pandemia”, elogia.

Bernardes ainda fala sobre sua atuação no debate do Plano Diretor, elogia o trabalho da comissão, liderada pela superintendente, Carolina Alves, e faz um balanço da sua gestão à frente da Secretaria de Governo.

Nossa reportagem apurou que o sr. fez questão de “entender alguns pontos que não estavam 100% claros” no Plano Diretor antes de permitir que a revisão do projeto siga a diante. A informação procede? Se sim, quais seriam esses pontos? Já foram esclarecidos? Quando deve ser avalizado?

Não procede. Na verdade, estou impressionado com a velocidade e qualidade técnica do trabalho desenvolvido pela Comissão liderada pela Dra. Carolina Alves e composta por técnicos e ilustres parlamentares. De todas as pautas da atual gestão até agora, essa é de longe a mais importante pela natureza do tema. Estamos discutindo como queremos nossa cidade no futuro. Divergências pontuais que possivelmente possam existir ajudam no debate para que o prefeito tenha a melhor proposta possível para ser apresentada à Câmara dos Vereadores.

Sobre a Câmara Municipal, diversos vereadores ouvidos pela reportagem se queixaram a respeito do tratamento dispensado pelo secretário. Eles alegam que o secretário não os atende, que responde de maneira ríspida suas mensagens, que debocha de tudo o que apresentam e age com sarcasmo. Como o secretário analisa esse cenário de insatisfação coletiva?

 
Em absoluto. Trato todos de forma educada e elegante. Todos os parlamentares, independentemente da posição política, são os representantes do povo. Quem me conhece sabe que esse é o meu estilo e assim o Prefeito Rogério Cruz exige de todo o secretariado. Insatisfações particulares porventura existentes são naturais do processo democrático. Temos uma Câmara altiva, independente, em harmonia com o Poder Executivo, liderada pelo Presidente Policarpo, com vereadores comprometidos com o cidadão goianiense.

Ainda no âmbito da Câmara Municipal, alguns vereadores dizem que certas matérias do governo estão travadas na Casa por reflexos da antiga discussão que terminou com o arquivamento da possibilidade de reeleição da mesa. Muitos dizem, inclusive, que sr. foi um dos articuladores dessa decisão. Procede? Como avalia, novamente, essas afirmações?

 
Quem disse isso certamente não é vereador ou não está acompanhando o processo legislativo. Desconheço qualquer pauta travada. Pelo contrário, a Câmara dos Vereadores está dando uma verdadeira demonstração de desprendimento e espírito público ao aprovar e promover um rápido debate sobre os temas que interessam a sociedade nesse momento de pandemia. Não só o Presidente Policarpo como os presidentes de Comissões, demais parlamentares e todos os colaboradores da Casa. Entendo que a sociedade goianiense tem que ter orgulho da Câmara dos Vereadores e do trabalho que lá está sendo desenvolvido. Há anos estou no serviço público e nunca vi uma relação tão harmoniosa entre os Poderes Executivo e Legislativo como existe hoje no município de Goiânia. Com relação aos temas internos da Câmara dos Vereadores, cabe ao Poder Executivo respeitar sempre a independência constitucionalmente imputada a ela.

Qual balanço que sr. faz desde que ele assumiu a pasta e quais seriam os próximos passos, os principais projetos?

O momento mais difícil, para todos os gestores públicos, certamente é a condução da pandemia. Uma doença ainda não totalmente conhecida, milhares de mortes mundo afora, que exige de nós muito trabalho e discernimento. Diferente de um videogame que podemos recomeçar quando não passamos de fase, uma decisão errada das autoridades pode representar a perda de uma vida. Temos que ter muita responsabilidade.

Temos procurado, desde março e por determinação do Prefeito Rogério, estreitar os laços com quem gosta da cidade, seus representantes, parlamentares em todos os níveis, setor produtivo, sociedade civil organizada, população em geral. Prefeito repete sempre que para governar bem temos que ouvir a todos antes de tomarmos as decisões. A verdadeira decisão vem do povo. É para ele que se governa. Essa união de forças é imprescindível para nossa retomada econômica, geração de empregos e oportunidades. É condição para superarmos o quanto antes o vírus.

Já existem diversas ações em curso nas pastas para desburocratizar a máquina pública, processos licitatórios em andamento que garantirão melhor acesso do cidadão aos serviços públicos, construção do REFIS, redução de alíquota de impostos, estímulo à regularização dos imóveis da capital, atração de investimentos para a cidade, cuidado com o desenvolvimento com sustentabilidade, entre outros.

Estamos só no começo, em breve o prefeito anunciará junto com os Poderes constituídos, pautas importantes que mudarão, para muito melhor, a qualidade de vida do cidadão goianiense e de quem investe na cidade. Queremos que o goianiense tenha ainda mais orgulho da nossa capital e assim o faremos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.