Transição entre gestões pode afetar enfrentamento à Covid-19

“É preciso que os prefeitos eleitos se organizem para dar continuidade aos trabalhos sem quebras”, alerta superintendente da SES

Goiânia vista aérea | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Após apresentar uma tendência de queda, o estado de Goiás vive uma estabilização no número de casos de Covid-19, com uma média de 3300 casos semanais. Essa realidade preocupa as autoridades da Secretaria Estadual de Saúde, uma vez que muitos estados como São Paulo e Santa Catarina experimentaram um aumento após a estabilização.

Na avaliação da superintendente em Vigilância em Saúde, da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO), Flúvia Amorim, Isso é algo que tende a acontecer em Goiás até janeiro de 2021, por isso, é importante que a população se conscientize de que a pandemia não acabou. Uma situação que tem chamado bastante a atenção de autoridades em saúde são as festas com aglomerações e muitas pessoas sem máscaras.

“Temos observado que nos ambientes de trabalho e escolar os protocolos têm sido seguidos e é até mais fácil de fiscalizar. Mas recebemos relatos de festas com muitas pessoas, boates e ambientes fechados”, detalha Flúvia, ao frisar o descuido dos cuidados necessários pode causar um aumento desenfreado da disseminação do vírus.

Amorim lembra que a maior ferramenta para evitar ou diminuir os impactos de uma possível segunda onda, passa pela necessidade de monitorar e rastrear o contato, e isolar os contaminados. “Se isso não for feito podemos ter o aumento da curva e, consequentemente, novas medidas rígidas precisarão ser tomadas”, diz a superintendente, ao acrescentar que não é possível apontar quais medidas são essas.

“Depende da realidade, do número de casos, mas já temos visto alguns estados tendo que se movimentar nesse sentido”, pondera Flúvia. “Estamos em um momento delicado de mudança de gestões nas prefeituras e a responsabilidade da maioria das ações é municipal, o estado dá o apoio. É preciso que os prefeitos eleitos se organizem para dar continuidade aos trabalhos sem quebras”, direciona a profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.