Transição da Celg será iniciada em janeiro

Governador Marconi Perillo terá encontro com presidente da empresa vencedora do leilão ainda esta semana

A transição do comando da Celg Distribuição S.A. para a Enel Brasil, empresa que a arrematou em leilão, deverá ser feita a partir do mês de janeiro de 2017. A informação é do governador do Goiás, Marconi Perillo (PSDB), que participou na última segunda-feira (5/12) de bate-papo virtual via Facebook, respondendo perguntas dos internautas.

Segundo ele, na próxima quinta-feira (8/12), ele irá receber o presidente e a diretoria da Enel para começar “as tratativas formais” do processo de transição.

O governador voltou a se declarar convicto de que, a partir de agora, a Celg será uma empresa de ponta dentre as distribuidoras de energia do Brasil e dará muito orgulho à população goiana. Ele informou que os recursos que cabem ao Estado com a venda da Celg D, cerca de R$ 1,1 bilhão, serão direcionados a investimentos em áreas estratégicas da administração, como Saúde, Educação, construção de hospitais, credeqs e rodovias.

A Celg Distribuição S.A. foi vendida à empresa italiana Enel Brasil em leilão de privatização por mais de R$ 2,1 bilhões e ágio de 28%. No processo de venda, segundo Marconi, foram envolvidos aproximadamente R$ 8 bilhões, sendo R$ 2,2 bilhões o montante que a Enel pagará pelo arremate da Celg, R$ 4 bilhões destinados à quitação de dívidas da empresa e cerca de R$ 2 bilhões priorizados para investimentos no setor de energia em Goiás ao longo de dois anos.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.