Trabalhadores rejeitam proposta da Mitsubishi de descontos de até 15% e apostam em novo acordo

Ideia de redução de jornada e de salário partiu do Simecat na tentativa de impedir novas demissões, mas trabalhadores consideraram desconto muito alto

Foto: Simecat | Cedida ao Jornal Opção

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Catalão-GO (Simecat) e os trabalhadores da Mitsubishi rejeitaram em assembleia realizada na manhã desta quarta-feira, 20, a proposta apresentada pela indústria para conter a demissão em massa de funcionários.

Segundo o presidente do Simecat, Carlos Albino de Rezende Júnior, os trabalhadores entendem que a redução de jornadas e de salários, respectivamente, é a única saída para a manutenção dos empregos na atual situação da indústria.

“No entanto, a proposta da Mitsubishi não é viável. Por isso, estamos tentando viabilizar um encontro o mais rápido possível para apresentar uma contraproposta”, disse Carlos Albino ao pontuar que a indústria apresentou um desconto muito acima do que os funcionários podem arcar.

A Mitsubishi propôs a garantia de suspensão das demissões por 90 dias e um desconto entre 3% e 15%, de acordo com a quantidade de dias não trabalhados durante o mês, que pode variar entre 1 e 4 dias. “A categoria defende uma contraproposta com o desconto máximo de 10% para 3 dias não trabalhados no mês, além da estabilidade de 90 dias prorrogável pelo período de vigência do acordo”, explicou o representante dos trabalhadores.

O Simecat acredita que a proposta da categoria será aceita pela Mitsubishi e que mais de 200 demissões sejam evitadas. De janeiro até março, foram demitidos cerca de 130 trabalhadores. “Observando o cenário econômico que ainda não favorece a classe trabalhadora, a ideia de redução de jornada e de salário partiu do Simecat na tentativa de impedir que novas demissões aconteçam”, afirmou o sindicato.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.