Trabalhadores e empresários preparam manifestação pela reabertura do comércio em Goiânia

Sindicatos e representantes buscarão reabertura dos estabelecimentos, bares e restaurantes na capital. “Estamos prontos para voltar”, garante um dos organizadores

Sindicatos que representam trabalhadores e empresários se uniram para realizar uma paralisação geral na próxima quinta quinta-feira, 28, pela reabertura do comércio, bares e restaurantes em Goiânia. A concentração será na rampa principal do Estádio Serra Dourada, no Jardim Goiás, a partir das 9h.

Os sindicalistas e apoiadores do movimento vão sair em carreata pela cidade pedindo a reabertura dos estabelecimentos. Até o momento, cerca de 20 entidades, que juntas representam mais de 100 mil trabalhadores goianienses, já confirmaram presença.

O presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio Hoteleiro e Similares de Goiás, que representa os trabalhadores do ramo de bares e restaurantes da capital, Marlos Luz, conta que o objetivo é parar a cidade.

“A carreata vai passar por vários pontos de Goiânia e nosso objetivo é que o governador Ronaldo Caiado e o prefeito Iris Rezende nos escutem. Estamos prontos para voltar. Vamos seguir as exigências para manter os clientes seguros, mas o que não dá mais é ficar sem trabalhar. Os trabalhadores estão passando por necessidades e não recebem um auxílio do governo”.

Setores estimam grandes prejuízos

Somente no ramo de bares e restaurantes o número de demissões pode ultrapassar 12 mil porque vários empresários já decretaram falência. Para amenizar os impactos dessa crise, o Sindicato tem feito acordos com os patrões que obrigam as casas a recontratarem os empregados no período de 12 meses caso eles reabram.

Para ajudar esses trabalhadores o Sechseg em parceria com o Sindicato dos Bares e Restaurantes de Goiânia (Sindibares) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes Seção Goiás (Abrasel) arrecadou alimentos que estão sendo doados a eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.