TJDFT nega recurso de presidente afastado e dificulta ida de Bolsonaro para Patriota

Partido vive guerra interna. Presidente Adilson Barroso teve pedido de nulidade de afastamento negado pelo TJDFT. Decisão configura derrota para filiação de Jair Bolsonaro ao partido

Adilson Barroso e Jair Bolsonaro. | Foto: reprodução

A ala do partido Patriotas que defende a filiação de Bolsonaro teve nova derrota no Judiciário. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) negou o recurso de Adilson Barroso, presidente afastado do partido, para ser declarada a nulidade de seu afastamento.

Adilson Barroso foi afastado no dia 9 de julho sob acusações de manipular o estatuto do partido para facilitar a filiação do presidente da república. Após entrar com ação na 22ª Vara Cível de Brasília, teve negado o pedido de reconhecimento de nulidade do afastamento. O recurso para a segunda instância também não foi deferido.

A defesa de Adilson Barroso alega que seu afastamento fere o estatuto do partido. Diz que houve uma decisão surpresa, sem chances para se defender, pois não participou da convenção que deu o veredito. Ademais, trata a decisão como “golpe político”.

Com a negatória do recurso, o presidente do partido segue afastado. Assim, a filiação de Jair Bolsonaro fica cada vez mais distante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.