Medida levou em consideração nota técnica da Secretaria Municipal de Saúde, que desobriga a medida em lugares públicos

Foi suspensa a obrigatoriedade da aferição de temperatura para entrar nos prédios do Poder Judiciário de Goiás. A decisão foi do presidente do TJGO, desembargador Carlos França, por meio do diretor do Centro de Saúde, Paulo Henrique Fernandes.

A medida está prevista em um dos itens do plano de retomada das atividades presenciais. O parecer do centro de Saúde levou em conta a Nota Técnica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que desobriga a aferição da temperatura corporal em estabelecimentos públicos e privados.

Além disso, a desobrigação considerou o avanço da vacinação contra a Covid-19 em Goiás e a diminuição dos casos novos, mortes e taxa de ocupação de UTIs.