Thiago Peixoto rebate críticas de Caiado: “É preciso coerência”

Deputado usou tribuna da Câmara Federal nesta quinta-feira (16) para defender política adotada pelo governo do Estado em receber prefeitos de todas as cidades de Goiás

Deputado federal Thiago Peixoto durante audiência | Foto: Alex Ferreira/ Agência Câmara

O deputado federal Thiago Peixoto, do PSD, usou a tribuna da Câmara dos Deputados na manhã desta quinta-feira (16/3) para rebater as recentes críticas do senador por Goiás Ronaldo Caiado (DEM) sobre a política republicana adotada pelo governador Marconi Perillo (PSDB) em receber os prefeitos de todas as cidades de Goiás e atender as principais demandas municipais.

Caiado alegou que o governo poderia estar fazendo uso político da situação. Para Thiago Peixoto, entretanto, falta coerência por parte do senador. “Na última semana, o senador Caiado foi, acompanhado do ministro da Educação, de Brasília a Rio Verde, se reuniu com prefeitos, garantiu investimentos. E não há nada de errado nisso, pelo contrário. Agora, por que o senador fazer isso é certo, e o governador fazer a mesma coisa é errado?”, questionou.

“Todos nós respeitamos a história do senador Ronaldo Caiado. Ele é coerente quando critica e fala mal de todos, mas é preciso tomar cuidado para não fazer algo que acabou de criticar. […] Todos sabemos que o senador tem o sonho de governar o Estado, mas para isso não adianta simplesmente criticar, tem que construir”, endossou.

Em seu discurso, ele lembrou também que os recursos que serão investidos nos municípios é fruto do superávit gerado pelo governo do Estado, enquanto que a verba da privatização da Celg terá como destinação a realização de obras estruturantes no Estado.

Em defesa de Marconi, o deputado também enalteceu a política de ajuste fiscal adotada pelo governo de Goiás em passado recente, o que garantiu ao Estado, mesmo em época de crise, maior estabilidade econômica e possibilidade de investimentos.

“Somos um dos estados que mais gera emprego. Durante a gestão do governador Marconi, o PIB do Estado foi multiplicado por nove. Somos um Estado que está dando certo. E nós aceitamos as críticas, mas desde que elas sejam, no mínimo, coerentes”, reforçou.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.