Thiago Peixoto comenta delação de Odebrecht: “Dilma era gerentona até da corrupção”

Em nota publicada pelo site O Antagonista, deputado goiano ironiza a ex-presidente, citada em depoimento de Marcelo Odebrecht ao TSE

O deputado federal Thiago Peixoto (PSD-GO) ironizou a “fama” de centralizadora da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em nota publicada pelo portal O Antagonista na última quinta-feira (23/3). “A fama da Dilma gerentona e centralizadora valia para tudo, inclusive para o controle da corrupção”, disse em repercussão ao conteúdo do depoimento do empresário Marcelo Odebrecht ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O depoimento publicado também pelo portal, foi referente ao processo que tramita no Supremo que pede a cassação da chapa Dilma-Temer.

Segundo o blog, o empresário Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira disse ao TSE no início deste mês de março, que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) sabia da “dimensão” das doações por meio de caixa 2 pela empresa à campanha de reeleição da chapa Dilma-Temer.

O executivo é testemunha nas ações que tramitam no tribunal pedindo a cassação da chapa por suposto abuso de poder político e econômico na eleição presidencial de 2014.

“O que Dilma sabia era que a gente fazia, tinha uma contribuição grande – a dimensão da nossa contribuição era grande, ela sabia disso – e ela sabia que a gente era responsável por muitos pagamentos para o João Santana. Ela nunca me disse que sabia que era caixa 2, mas é natural, é só fazer uma… ela sabia que toda aquela dimensão de pagamentos não estava na prestação do partido”, disse o empresário.

Ele reiterou, em outro momento do depoimento, que nunca ouviu de Dilma que ela sabia que os repasses eram feitos de forma irregular.

Em nota na última quinta-feira (23/3), Dilma negou qualquer envolvimento com Marcelo Odebrecht e disse que as acusações foram feitas de maneira “leviana”, sem provas. A ex-presidente voltou a criticar os vazamentos de delações que, segundo ela, acontecem de maneira “torpe, suspeita e inusual”.

Deixe um comentário