Território Indígena em Minaçu deve ser desocupado após acordo do MPF

A Terra Indígena Avá Canoeiro passa por constantes ameaças e MPF já havia acordado desocupação em 2019

Ministério Público de Anápolis/ Foto: Divulgação

Por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), o Ministério Público Federal (MPF) em Anápolis, acordou a desocupação de um terreno dentro da Terra Indígena Avá Canoeiro, em Minaçu. A ocupação ilegal foi constatada depois de vistoria da Fundação Nacional do Índio (Funai), em novembro de 2019.

Em junho do ano passado, também havia sido acordado por meio de TAC a desocupação de parte da terra. O invasor havia se comprometido a desocupar a área e a demolir qualquer estrutura que tivesse sido erguida no local. Em junho deste ano, o MPF deve fazer fazer nova vistoria para confirmar o cumprimento do acordo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.