Terceira edição do Cinema na Calçada explora curta-metragens de quatro regiões do País

Com a finalidade de reocupar o centro de Goiânia como espaço de cultura e lazer, o evento acontece na frente do Grande Hotel e é dividida em quatro dias: Mostra Paraná (4/9), Mostra Praíba (11), Mostra Amazonas (19) e Mostra Goiás (25)

Foto: Thiago Carvalho

Foto: Thiago Carvalho

A partir da próxima quinta-feira (4/9) a caçalda em frente ao Grande Hotel, no centro de Goiânia, se torna um cinema a céu aberto. É a 3ª edição do Cinema na Calçada, produzido pela Panaceia Filmes. A programação se extende pelas próximas quintas-feiras até o dia 25 deste mês.

A programação deste ano é baseada nas produções de curta-metragem pelo Brasil. Começando com a Mostra Paraná (4), depois a Mostra Paraíba (11), a Mostra Amazonas (19) e, ao final, a Mostra Goiás (25).

Na estréia do festival serão quatro filmes paranaenses que mostram, segundo o cineasta e curador da primeira mostra, Aly Muritiba, “aquilo que se tem buscado na terra dos pinhas”. O primeiro curta é de autoria do cineasta Fábio Allon, chamado A equação do Amor, o segundo é o Para Onde Foram os Passáros, de Gustavo Ulisse, depois o Jardim Tókio, de Rodrigo Gota, e o Notícias da Rainha, de Ana Johann.

Exposição Fotográfica

Além da programação de audiovisual, uma exposição fotográfica realizada por meio da Panaceia e a Deriva Fotográfica do Bem dá mais sabor ao evento. Cidade de Ver. Cidade de Sentir. Cidade de Viver. é uma contemplação do centro de Goiânia através das lentes de diversos fotografos em um resgate desse pedaço da capital.

“Queremos que o centro volte a ser um lugar de encontro e não só de passagem ou trabalho. Além disso, tem a questão arquitetônica. Goiânia tem uma dos maiores acervos de ArtDecó do mundo, porém esses edifícios estão esquecidos”, declara o coordenador do projeto, Jarleo Barbosa. Portanto, trata-se não só de uma mostra fotográfica, mas “uma tentativa de voltar os olhos das pessoas para esse local”, como afirma Jarleo.

Serviço:
Cinema na Calçada
Mostra Paraná
Abertura da Exposição: Cidade de ver. Cidade de sentir. Cidade de viver
4 de setembro (quinta-feira) às 19h30
Local: Grande Hote
Entrada Franca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.