Temer volta atrás e Pedro Fernandes não assume Ministério do Trabalho

Decisão causou desconforto na bancada do PTB na Câmara dos Deputados e partido ainda não tem novo nome para indicar

O presidente Michel Temer voltou atrás na decisão de empossar nesta quinta-feira (4/1) o deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA) como ministro do Trabalho.

Segundo divulgado pela Folha de S. Paulo, o nome de Pedro Fernandes não teria sido referendado pelo ex-presidente José Sarney, porque o deputado seria alinhado ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PcdoB).

Ainda de acordo com o periódico, a decisão do presidente teria causado desconforto na bancada do PTB na Câmara dos Deputados. O partido ainda não tem um novo nome para indicar no lugar de Pedro Fernandes.

Jornal Opção entrou em contato com o líder do PTB, Jovair Arantes. O deputado disse que a informação não foi confirmada pelo governo e que recebe a notícia com estranheza.

“Acho muito estranho alguém de outro partido vim interferir em uma nomeação. Eu poderia questionar os titulares de vários outros cargos do PMDB mas nunca o fiz”, declarou.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.