Temer será denunciado por organização criminosa e obstrução de Justiça, diz jornal

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve apresentar novas acusações contra o presidente até sexta-feira (15/9)

De saída da procuradoria-geral da República, Rodrigo Janot deve apresentar até a próxima sexta-feira (15/9) nova denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB). Segundo apurou reportagem do jornal Folha de S. Paulo, a nova peça de acusação teria sido concluída na última quarta-feira (13) e denuncia o peeemedebista pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça.

De acordo com a publicação, são mais de 200 páginas de documentação, que devem ser apresentadas ao Supremo Tribunal Federal (STF) na tarde desta quinta-feira (14/9).
A PGR baseou-se nas delações dos executivos da JBS e do corretor de valores Lúcio Funaro para a elaboração da denúncia. Também são citados membros da alta cúpula do PMDB.

Esta é a segunda vez que Janot apresenta denúncia contra o presidente da República. Em agosto, ele foi acusado por crime de corrupção passiva, com base nas informações da delação premiada dos executivos da JBS.

O mandato de Rodrigo Janot à frente da PGR termina no próximo domingo (17). Na segunda-feira (18), Raquel Dodge assumirá o posto.

Para que Temer seja investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a denúncia precisa ser aprovada por pelo menos dois terços dos deputados da Câmara Federal, ou seja, 342 votos. A primeira denúncia foi rejeitada pelo plenário.

Deixe um comentário